Covid-19: Lourinhã distribui mais de meia centena de refeições ao domicílio
publicidade

A Câmara da Lourinhã está a assegurar a confeção e entrega ao domicílio de mais de meia centena de refeições, no âmbito das medidas de mitigação da pandemia da covid-19, abrangendo 31 famílias, anunciou hoje a autarquia.

A “procura de refeições” na cantina social “aumentou depois da pandemia e a confeção deixou de ser efetuada nesse espaço e passou a ser assegurada pela empresa que garantia as refeições escolares”, refere em nota de imprensa este município do distrito de Lisboa.

Até hoje, estão a ser confecionadas refeições diárias para 31 famílias, num universo de cerca de 60 pessoas, em “situação de carência socioeconómica”.

As refeições passaram a ser entregues ao domicílio por três equipas, constituídas por seis elementos cada, que se revezam de 15 em 15 dias.

A autarquia tem uma Linha de Apoio Social, disponível 24 horas durante sete dias, através dos números 911 012 599 ou 910 718 581, para orientação e encaminhamento social e psicológico no âmbito da pandemia.

Por dia, são efetuados contactos com pelo menos 750 idosos referenciados pelo município, para “perceber a realidade atual de cada pessoa contactada, como se encontra, se tem problemas de mobilidade, se tem familiares ou cuidadores por perto, se precisa de bens alimentares e medicação ou se está em situação de maior vulnerabilidade, atuando em caso de necessidade”, explica a nota de imprensa.

No concelho, mais de 100 voluntários estão a confecionar máscaras e cogulas, o que permitiu à autarquia adquirir três mil destes equipamentos de proteção individual e começar a distribuí-los por profissionais de saúde, agentes da Proteção Civil e instituições sociais.

A Proteção Civil, em articulação com a GNR, entregou máscaras de proteção individual a idosos de diversas aldeias do concelho, devendo a população-alvo solicitar esse equipamento na respetiva junta de freguesia, informa a câmara municipal na sua página do Facebook.

O concelho da Lourinhã, com 26 mil habitantes, regista sete casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado hoje pelo município.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 80 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 735 mil infetados e mais de 57 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.127 óbitos em 135.586 casos confirmados até terça-feira.

Em Portugal, registam-se 380 mortos associados à covid-19, mais 35 do que na terça-feira, e 13.141 infetados (mais 699), segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here