Covid-19: Mafra e Lourinhã interditam estacionamentos e acessos das praias
publicidade

Os municípios de Mafra e da Lourinhã, no distrito de Lisboa, interditaram os acessos e estacionamentos das praias em cada um destes concelhos para prevenir o risco de contágio do novo coronavírus, foi hoje anunciado.

“O Município de Mafra determinou, em articulação com a Autoridade Marítima, o encerramento do acesso às praias do concelho, incluindo os parques de estacionamento confinantes” a partir de quarta-feira, lê-se no comunicado hoje divulgado.

A autarquia decidiu avançar com a medida, por constatar “situações de desrespeito” pelas orientações para isolamento social.

Também a câmara da Lourinhã informou, em comunicado, que interditou os acessos e estacionamentos das praias da Areia Branca, Areal Sul, Peranta, Porto Dinheiro e Valmitão como “medida preventiva de contenção da pandemia”.

Em paralelo, a fiscalização das praias está a ser reforçada pela autoridade marítima, a quem cabe aplicar eventuais contraordenações que se verifiquem junto à orla costeira.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.820 mortos em 69.176 casos.

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, onde a epidemia surgiu no final de dezembro, conta com mais de 81.000 casos, tendo sido registados 3.277 mortes.

Os países mais afetados a seguir à Itália e à China são a Espanha, com 2.696 mortos em 39.673 infeções, o Irão, com 1.934 mortes num total de 24.811 casos, a França, com 1.100 mortes (22.300 casos), e os Estados Unidos, com cerca de 600 mortes (mais de 50.000 casos).

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 33 mortes, mais 10 do que na véspera, e 2.362 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 302 novos casos em relação a segunda-feira (mais 14,7%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here