Covid-19: Parque Tecnológico de Óbidos ajuda empresas a ultrapassar a pandemia
publicidade

O Parque Tecnológico de Óbidos, no distrito de Leiria, anunciou hoje descontos nos contratos de arrendamento das empresas que aí se encontram instaladas e incentivos para conseguirem ultrapassar a crise provocada pela pandemia.

O Óbidos Parque “vai proceder a um corte no valor dos contratos das empresas com espaço físico (perto de 40) durante a vigência do Estado de Emergência”, refere uma nota de imprensa divulgada pela OBITEC, a entidade gestora do parque.

Outras medidas passam pela redução do valor das prestações de serviços do parque, pela criação de um grupo de apoio à sobrevivência das empresas constituído por e para empresários e pela criação do banco de tecnologia de emergência para negócios e freelancers.

A criação de um canal gratuito de apoio à transformação digital dos negócios tradicionais e a elaboração de diagnósticos de inovação gratuitos para a indústria estão também entre as medidas anunciadas.

O pacote de medidas visa “aliviar questões de tesouraria e preparar as empresas para o processo de transição e transformação digital”.

“No fundo, queremos devolver às nossas empresas o contributo de cada uma delas para a afirmação do projeto do parque, tal qual o conhecemos hoje, e é também um reconhecimento face ao espírito colaborativo, de união e de comunidade que sempre demonstraram, sempre que são ‘chamados’ a participar”, sublinha Miguel Silvestre, diretor executivo da OBITEC, citado na nota de imprensa.

No Parque Tecnológico de Óbidos, estão também a ser “preparadas novas formas de colaboração entre empresas, com o objetivo de “serem mais inovadoras na imaginação de novas oportunidades de negócio”.

Em resultado de várias iniciativas das empresas alojadas no parque, surgiram em Óbidos medidas de exceção na área digital, apoiando jovens infoexcluídos, disponibilizando soluções para salas de aula virtuais ou projetos de informação sobre a pandemia.

Em desenvolvimento, estão soluções de ‘e-commerce’ para empresas não digitais e em produção de equipamentos de proteção individual para quem está na linha da frente do combate à covid-19.

No último balanço da situação epidemiológica no território da Comunidade Intermunicipal do Oeste, Óbidos registava dois casos de infeção confirmados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 114 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registam-se 535 mortos, mais 31 do que no domingo (+6,2%), e 16.934 casos de infeção confirmados, o que representa um aumento de 349 (+2,1%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde 19 de março e até ao final do dia 17 de abril.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here