Covid-19: Praia da Nazaré interditada com barreiras para impedir passagem de público
publicidade

A praia da Nazaré, no distrito de Leiria, foi hoje interditada com barreiras metálicas que impedem a passagem de peões para evitar a aglomeração de populares e fazer cumprir as determinações do Governo para travar a pandemia, informou a Proteção Civil local.

A interdição de “todos os espaços públicos em que se verifica aglomeração de pessoas, designadamente a marginal, o paredão e a praia”, decorre das determinações do Governo: “Entendemos que deveriam ser colocadas barreiras físicas para tentar evitar que as pessoas não cumpram as regras”, disse hoje à agência Lusa o vereador da Proteção Civil na Câmara da Nazaré, Orlando Rodrigues.

Além da sinalética indicadora da proibição de circular na praia, “em todas as rampas de acesso estão a ser colocadas estruturas metálicas mais robustas para impedir a passagem” e, ao longo da marginal que ladeia a praia, estão a ser instaladas “as proteções de ferro que costumam ser utilizadas na Meia Maratona”.

O acesso à marginal e ao paredão estão igualmente a ser vedados com baias metálicas e fitas.

A medida foi decidida em articulação com a Capitania do Porto da Nazaré e a PSP, “tendo em conta a necessidade de evitar a aglomeração de pessoas que escolhem este locais para fazerem passeios ou caminhadas”, tendo os últimos dias sido marcados por “uma excessiva concentração para um período de confinamento”, disse Orlando Rodrigues.

A deliberação da autarquia interdita a praia e o paredão (via poente) em toda a extensão da Avenida da República e da Avenida Manuel Remígio, desde o molhe norte até à Capela de Santo António.

O Parque da Pedralva foi também encerrado à população, tal como os parques infantis, estando ainda proibida a utilização de todos os bancos de jardim instalados no concelho e de quaisquer equipamentos de fitness instalados em espaço público.

O acesso ao Forte S. Miguel Arcanjo (no Sítio da Nazaré) está também interditado a viaturas e peões.

“Pedimos a toda a população que cumpra estas determinações para ajudar a diminuir a propagação da covid-19 entre a comunidade local”, apelou o vereador, que admite “limitar o acesso a outros locais, como a ciclovia da Estrada Atlântica [que liga a Nazaré às praias do concelho de Alcobaça], caso se mantenha um elevado movimento de pessoas”.

O concelho da Nazaré, que desde o início da pandemia registou um total de 407 pessoas infetadas com covid-19, conta atualmente com 136 casos ativos, segundo o mais recente boletim de situação epidemiológica, publicado na quarta-feira pela Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria.

O boletim contabiliza ainda 265 pessoas recuperadas e seis mortos no âmbito da pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 2.075.698 mortos resultantes de mais de 96,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.465 pessoas dos 581.605 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here