Covid-19: Segurança Social fecha lar ilegal em Torres Vedras com 23 utentes
publicidade

Um lar ilegal com 23 utentes em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, foi encerrado pela Segurança Social no âmbito da prevenção da pandemia de covid-19 e nenhum testou positivo, confirmou hoje este instituto à agência Lusa.

Após uma visita ao local, no âmbito da prevenção da pandemia, as autoridades de saúde, a Segurança Social e a Proteção Civil concluíram que “não existiam condições mínimas de segurança e salubridade para a permanência dos 23 idosos” utentes da estrutura residencial, localizada em Casais Larana, freguesia do Ramalhal.

O lar foi encerrado na quarta-feira, depois de terem sido efetuados testes de diagnóstico à covid-19 a todos os idosos e de os resultados terem dado negativo.

Os utentes foram “encaminhados para as respetivas famílias ou para respostas sociais alternativas condignas, disponibilizadas pelo Instituto da Segurança Social”.

A operação decorreu na quarta-feira, tendo sido empenhados 11 veículos e 20 operacionais das corporações de bombeiros de Torres Vedras, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço e Merceana (Alenquer), no distrito de Lisboa, segundo fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro.

Torres Vedras regista 168 casos de infeção, dos quais 88 estão ativos, 75 estão recuperados e cinco pessoas morreram.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 584 mil mortos e infetou mais de 13,58 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.679 pessoas das 47.765 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here