Covid-19: Surto em lar e unidade de cuidados continuados de Alenquer com 86 infetados
publicidade

O surto de covid-19 no lar e unidade de cuidados continuados da Quinta da Relva, em Olhalvo, no concelho de Alenquer, passou de 71 para 86 infetados, disse hoje o delegado de saúde local.

Pompeu Balsa afirmou à agência Lusa que mais 15 pessoas afetadas às duas valências da instituição apresentaram teste positivo à covid-19, das quais 10 são utentes e cinco são funcionários.

O delegado de saúde adiantou que existem agora, entre funcionários e utentes, 49 pessoas com teste positivo na unidade de cuidados continuados integrados e 37 no lar.

Do total de 86 infetados, 60 são utentes (37 da unidade de cuidados continuados integrados e 23 do lar) e 26 funcionários (12 da unidade de cuidados continuados integrados e 14 do lar).

Todos se encontram a recuperar e a cumprir o isolamento profilático na instituição, estando a maioria assintomática ou com sintomas ligeiros, à exceção de quatro, que foram hospitalizados.

Os primeiros casos surgiram no dia 04, na sequência de um rastreio preventivo a oito funcionários, dos quais cinco vieram a ter teste positivo.

Nesse sentido, as autoridades de saúde determinaram a realização de testes a todos os utentes e funcionários ao serviço das valências de lar e de unidade de cuidados continuados integrados.

O delegado de saúde de Alenquer adiantou que, de acordo com o plano de contingência, os utentes foram separados em alas diferentes das instalações da instituição.

Por não apresentarem sintomas graves, também os funcionários com teste positivo se encontram ao serviço a prestar cuidados aos utentes positivos e a cumprir o isolamento profilático no local de trabalho.

Desde o início da pandemia, Alenquer, no distrito de Lisboa, contabiliza 1.288 casos confirmados, dos quais 346 estão ativos, 925 recuperaram e 17 morreram, de acordo com o último boletim epidemiológico da câmara municipal.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.621.397 mortos resultantes de mais de 72,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 5.733 pessoas dos 353.576 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here