Covid-19: Urgência de Peniche reabre no sábado após equipa cumprir quarentena
publicidade

A urgência básica de Peniche do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) reabre no sábado às 08:00, por decisão das autoridades locais de saúde, depois de a equipa cumprir 14 dias de quarentena, anunciou hoje a instituição.

“Informa-se a população que o serviço de Urgência Básica do Hospital de Peniche irá reabrir no dia 11 de abril às 08:00, uma vez que cessará nessa data o período de quarentena, não se tendo confirmado o contágio da maior parte dos profissionais”, refere o comunicado do CHO enviado à agência Lusa.

O CHO esclareceu que a urgência de Peniche, no distrito de Leiria, “não reúne condições para atendimento de doentes com suspeita de infeção por covid-19”, pela “limitação das instalações físicas”, que impedem ter áreas diferentes de atendimento para casos suspeitos de doente covid-19 de doentes com outras patologias.

Os doentes com sintomas de covid-19 deverão contactar primeiro a Linha SNS24 (808 24 24 24) e, consoante a avaliação médica que obtiverem, dirigirem-se aos centros de saúde da região ou às urgências de Torres Vedras e Caldas da Rainha.

As autoridades locais de saúde pública determinaram o encerramento da urgência em 27 de março, em virtude de toda a equipa – 19 enfermeiros, três médicos e 10 auxiliares – ter ficado de quarentena no âmbito da pandemia da covid-19.

A administradora explicou, na ocasião, que “um doente que foi sujeito ao teste à covid-19 no Hospital de Santa Maria, e deu negativo, foi transferido para Peniche, onde voltou a ser submetido ao teste e acusou positivo, tendo sido transferido para Caldas da Rainha, onde esteve internado”.

Na urgência de Peniche, entre os profissionais de saúde, “uns tiveram contacto com o doente e outros com o enfermeiro” infetados, explicou Elsa Baião.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pelo município de Peniche, este concelho regista uma morte e sete casos confirmados de infeção por covid-19.

Além do Hospital de Peniche, o Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha e Torres Vedras e detém uma área de influência constituída, a par destes três concelhos, pelas populações de Óbidos, Bombarral, Cadaval e Lourinhã, e de parte dos municípios de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estevão das Galés e Venda do Pinheiro).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram quase 89 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 787 mil infetados e mais de 62 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.669 óbitos em 139.422 casos confirmados até quarta-feira.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 409 mortes, mais 29 do que na véspera (+7,6%), e 13.956 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 815 em relação a quarta-feira (+6,2%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado no dia 02 de abril na Assembleia da República.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here