publicidade

Um homem, de 22 anos, foi detido pela suspeita de um crime de homicídio com arma branca, no sábado, em Torres Vedras, e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ informou que o suspeito foi hoje presente a tribunal e ficou a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Sobre o arguido recaem “fortes indícios da prática de um crime de homicídio em concurso com um crime de detenção e uso de arma proibida, sendo vítima um homem, também português, com 32 anos de idade”, indicou a Polícia Judiciária.

De acordo com a PJ, “o homicídio ocorreu na sequência de um conflito entre indivíduos que se conheciam” e que tinham estado em confraternização durante a noite de sexta-feira e a madrugada de sábado.

Pela manhã gerou-se uma “altercação entre o agressor e a vítima, que veio a culminar na prática de agressões graves, por parte do agressor sobre a vítima, com recurso ao uso de uma arma branca, provocando-lhe assim a morte”, lê-se no comunicado.

O homem foi detido fora de flagrante delito, mas a PJ revelou que “as diligências efetuadas permitiram o esclarecimento das circunstâncias da prática do crime, bem como a recolha de suporte probatório relativo à autoria dos crimes praticados”.

No sábado, fonte da PSP disse à agência Lusa que, pelas 09:30, registou-se uma desordem entre os elementos de um grupo que estava na zona dos bares, no centro da cidade, e que um homem, de 32 anos, teve “ferimentos com arma branca e foi conduzido ao hospital, onde veio a falecer”.

A vítima foi assistida por ambulâncias dos bombeiros de Torres Vedras e pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação do hospital local, disse à Lusa o comandante da corporação, Hugo Jorge, confirmando que a vítima foi transportada para a urgência de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste com vida.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here