publicidade

Na hora de realizar a manutenção dos sistemas de segurança do seu veículo é importante prestar atenção a duas peças essenciais no sistema de travagem: os discos e as pastilhas do travão. A sua segurança na estrada depende efetivamente da manutenção destes dois elementos. O sistema de travagem permite reduzir a velocidade, parar o automóvel, crucial na sua condução, para segurança do condutor, dos passageiros e peões. Vejamos o que são e como funcionam os discos e as pastilhas do travão.

Discos de travão vs. pastilhas de travão: o que são?

Os discos de travão e as pastilhas de travão são peças completamente diferentes do sistema de travagem de um automóvel.

disco de travão é uma componente que permite abrandar ou parar o veículo, habitualmente feito num material durável. Já a pastilha é o elemento que exerce atrito na roda, composta por uma base metálica.

Por outras palavras, o disco faz funcionar a pastilha no travão. Ou seja, quando colocamos o nosso pé no travão, as pastilhas do disco apertam-se. Estas componentes, assim como outras inerentes ao sistema de travagem, deverão ser regularmente revistas para garantir a sua segurança.

Quais são os tipos de discos de travão?

Os discos de travão podem ter diferentes características, por isso é importante perceber, imediatamente, que podem ser fabricados em três tipos de materiais: carbono, cerâmica e ferro fundido. Além disso existem:

  • Discos de travão ventilados: consistem em duas placas com um intervalo entre elas e têm ranhuras ou furos para permitir que o ar circule e reduza a temperatura. Tem longo tempo de vida útil e reduz as probabilidades de superaquecimento;
  • Discos de travão sólidos e sem ventilação: placa sólida com perfurações. São os discos mais simples e comuns no mercado, além de serem as opções mais em conta, apesar de sofrerem maior desgaste;
  • Discos de travão perfurados: parecidos aos discos ventilados, contêm orifícios em vez de ranhuras para garantir a redução da temperatura. Estes orifícios vão ajudar a remover água e detritos do disco, revelando-se bastante eficaz;
  • Discos de travão com ranhuras: em vez de serem perfurados, têm ranhuras para ajudar na eliminação de detritos, poeiras e água. Oferecem, no entanto, durabilidade baixa.

Quando mudar os discos e as pastilhas de travão?

Para entender quando mudar os discos e as pastilhas do travão deverá estar atento ao seu tempo de vida, fortemente relacionado com os seus comportamentos durante a condução.

Na verdade, será necessário mudar os discos do travão a cada segunda substituição das pastilhas, portanto quando atingidos os 30 ou 40 mil quilómetros. Convém analisar as pastilhas de travão do seu veículo uma vez por mês ou mais para detetar sinais de desgaste. Deve também estar atento a danos inesperados ou surpresas que possam ocorrer.

No entanto, a frequência de substituição do disco e das pastilhas vai depender de modelo para modelo. Preste atenção redobrada às especificações técnicas do veículo durante a compra.

Avarias dos discos e pastilhas do travão

Embora seja importante consultar a ficha técnica de cada viatura, deve entender que poderão existir avarias dos discos de travão e das pastilhas de travão provocadas por alguns fatores particulares.

exposição prolongada à humidade, travagens bruscas, a instalação de pastilhas de baixa qualidade e o desgaste excessivo das peças podem originar este problemas e colocar em causa a sua segurança na estrada.

De referir que o desgaste nas pastilhas do travão é mais célere na dianteira, do que na retaguarda, portanto será preciso mudar as pastilhas dianteiras com regularidade.

Discos de travão e pastilhas de travão: quanto custam?

preço dos discos de travão e das pastilhas de travão vai depender essencialmente do tipo de veículo, do fabricante e também das suas características. Alguns discos de travão poderão variar entre os 46€ e os 100 €, enquanto as pastilhas de travão custam entre 18 € a 36 €.

Uma vez que a substituição dos discos e pastilhas do travão deverá ser feita por especialistas, será necessário pagar a mão de obra. 

Manutenção dos discos e pastilhas de travão: cuidados a ter

Para a manutenção adequada do sistema de travagem e, por sua vez, dos discos e pastilhas dos travões deve ter em conta alguns pontos. Queremos assegurar um longo tempo de vida útil destas componentes:

  1. A verificação das pastilhas e a espessura dos discos deve ser regular, sendo necessário considerar os conselhos do fabricante para a inspeção. Pode verificá-los, por exemplo, quando os pneus forem trocados e estar atento às luzes de alerta no painel de instrumentos;
  2. Limpar regularmente os discos dos travões ajuda. A limpeza deve ser feita com o motor desligado, frio e durante a manhã, removendo poeiras;
  3. Travagens bruscas e excessivas poderão superaquecer os discos e pastilhas de travagem, logo devem ser evitadas. O pedal de travagem também não deve ser pressionado durante muito tempo;
  4. Evite imergir os discos em água, porque causará desgaste prematuro;

Cada modelo conta com uma espessura mínima para o disco de travagem, indicada no manual da marca. Quando atingir ou estiver próximo do limite, deve ser substituído.

Tudo sobre pastilhas de travão da auto-doc.pt

Tudo sobre discos de travão em auto-doc.pt

Tudo sobre a manutenção do sistema de freio do carro em momentovox.tv

publicidade

Artigo anteriorPrimeira edição do Prémio Internacional de Composição DARCOS
Próximo artigoMunícipes torrienses são convidados a fotografar a biodiversidade do seu litoral
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui