publicidade

Basquetebol : XIV Campeonato da Proliga – 2ª Fase Grupo B ( 9ª jornada) 

              FÍSICA “A” ATROPELA OS BELENENSES EM LISBOA E ATINGE 6 VITÓRIAS CONSECUTIVAS. 

              Jogo do dia 19/03/2017 às 15:00, no Pavilhão Acácio Rosa em Belém.                                                          

Arbitros : José Abreu e José Gouveia.

OS BELENENSES                             72                                                             

José Torre 25; Carlos Francisco 0; Carlos Rodrigues 2; Jorge Afonso 11; Ricardo Rosa 6; Filipe Machado 13; Afonso Brito 0; Tiago Westenfeld 9; Hugo Aurélio 6.

FÍSICA “A”                                       78                             

Miguel Bento 0; Carlos Dias 15; Miguel Salvador 14; Nuno Monteiro 25; Miguel Sousa 0; Frederico Tavares 10; Pedro Bagio 10; João Raposo 0; Tiago Filipe 0; Ricardo Robalo 2; Gonçalo Silva 2;  José Maria Saccás 0.

Ao intervalo 39 – 38. Parciais 19 – 19, 20 – 19, 21 – 23, 12 – 17.

A Física na nona  jornada desta fase do Campeonato da Proliga, tinha um encontro de contas contra a equipa do Belenenses. Isto porque além de ser um adversário da zona Sul, entre as duas equipas quem ficar para trás na classificação, vai acompanhar a equipa da Academia do Lumiar, lanterna vermelha com apenas 4 vitórias até ao momento.

Em termos defensivos e ofensivos, não foi um dos encontros que melhor saíram aos Torrienses, o que valeu foi o espírito colectivo e entre ajuda, assim como a forte entrada do Miguel Salvador aos 6 minutos do 3º periodo quando a equipa da Física estava a perder por 8 pontos de diferença, com Carlos Dias a ser o único jogador da Física que estava inconformado e ia marcando os seus pontos, evitando o dilatar do marcador por parte da equipa de Lisboa.

Miguel Salvador marcou, assistiu, defendeu e fez com que a equipa subisse de rendimento, fazendo aparecer o Nuno Monteiro que foi o melhor marcador da equipa com 25 pontos marcados. Foi um dos encontros que valeu mais pelo resultado, com uma vitória preciosa dos atletas do Romero Júnior, num momento crucial do Campeonato e quando ainda faltam 5 finais para terminar o Campeonato, para garantirem a manutenção na Proliga.

A partida não foi igual ás anteriores, os atletas do Romero Júnior entraram nervosos, com falhas defensivas sendo perdulários baixo do cesto da equipa da casa. Mesmo assim no 1º período conseguiram um empate de 19 – 19. No 2º período o jogo continuou da mesma forma que no primeiro e foi vencido pela equipa da casa pela margem mínima 20 – 19. No intervalo as duas formações foram para os balneários com a equipa do Belenenses na frente do marcador por 39 – 38.

Após o intervalo, Romero Júnior tirou do cinco inicial Miguel Salvador (já tinha 3 faltas) colocando Frederico Tavares. Mesmo assim, não começou da melhor forma, com falhas defensivas e más decisões em baixo do cesto da equipa da casa,  que aos 5 minutos deste período  já estava a vencer por 51 – 43 (8 pontos de vantagem) e com Carlos Dias a ser o único jogador da Física que acertava no cesto da equipa adversária.

Neste momento, Romero Júnior pede desconto de tempo para reorganizar os seus jogadores, mas não foi suficiente e no minuto seguinte troca Ricardo Robalo por Miguel Salvador. De imediato, essa substituição começou a dar animo à equipa e lentamente os Torrienses começaram a diminuir a diferença no marcador, vencendo o 3º período por 21 – 23, passando para a frente do marcador por 60 – 61. A partir deste momento no último período a equipa da Física começou a melhorar ao nível defensivo e só quando faltavam 4 minutos do final da partida a equipa da casa empatou por 70 – 70. Nos minutos finais a equipa da casa só conseguiu marcar 2 pontos enquanto a equipa da Física marcou 8, vencendo o periodo por 12 – 17 e a partida por 72 – 78.

Após este ressultado os Torrienses continuam acreditar, faltam 5 finais e já no próximo Sábado recebem a jovem equipa de Guifões SC. Não esquecer que esta equipa que se encontra na 7ª posição da classificação da Proliga – Grupo B, com apenas 7 vitórias, no encontro da 1ª volta venceu os Torrienses por 71 – 65. Pois é uma equipa fisicamente bem preparada, jovem que não desiste em nenhum dos encontros, apesar da posição em que se encontra na Classificação. Atenção então redobrada ao jogadores do Romero Júnior, que se pretendem sonhar com a manutenção devem estar muito concentrados neste encontro, jogando colectivamente. Desta forma, e em caso de vitória poderão deixar esperanças, continuando lutar para conseguir a manutenção à Proliga.

 

             Resultados da 9ª jornada : 

Guifões SC  – Academia do Lumiar              73 – 66

Angra Basket – Aliança Sangalhos               100 – 98

AD Sanjoanense – Casino Ginásio               69 – 93

Classificação 2ª fase Grupo B  9ª jornada da Proliga : 

                                                                  J            V         D           P

  1. Angra Basket                            23          13        10        36            
  2. Casino Ginásio                         23          11        12        34
  3. AD Sanjoanense                      23          10        13        33       
  4. Os Belenenses                          23          10        13        33   
  5. Física “A”                                   23            9        14        32
  6. Aliança Sangalhos                  23            9        14        32           
  7. Guifões SC                                 23            7        16        30                                                                            
  8. Academia do Lumiar             23           4        19        27  
publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.