publicidade

“A Misericórdia: História, Arte e Património” é o tema da 23.ª edição do encontro de História Turres Veteras, o qual se realizará nos dias 15 e 16 de outubro, em Torres Vedras.

Recorde-se que a realização do XXIII Turres Veteras estava prevista para os dias 7 e 8 de maio, tendo sido cancelada devido ao falecimento do anterior presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes.

Decorridos 500 anos sobre a fundação da Misericórdia de Torres Vedras, o Turres Veteras orienta agora o seu olhar para as Misericórdias e a sua multiplicação nas cidades e no mundo, o que aconteceu como resposta ao aumento do número de pobres, num movimento de reforma da religiosidade e da assistência desde o final da Idade Média, em que o claustro foi substituído pela urbe e criaram-se laços de parentesco fictícios entre leigos.

Século a século as Misericórdias foram se instituindo, entrecruzando a história, a arte e o património locais com a história nacional, procurando identificar e interpretar distintas materializações de novas formas de religiosidade, seguindo a imagem de Cristo e Sua Mãe – a Virgem da Misericórdia -, a qual protege sob o seu manto a Humanidade.

O Turres Veteras constitui-se, recorde-se, como um encontro nacional de História de referência, organizado anualmente e focado num tema, o qual tem sido pertinente, não apenas para o estudo da identidade e da memória do concelho de Torres Vedras e da região Oeste, mas também para o da própria História de Portugal e do Mundo.

Este evento tem como objetivos fundamentais o fomento do estudo e da investigação relativos à História local e regional, assim como a partilha de experiências e de resultados obtidos nas áreas da História da Cultura e Mentalidades e da História da Arte e do Património.

Turres Veteras é, recorde-se, uma iniciativa organizada pelo Município de Torres Vedras e pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a qual conta, este ano, com a parceria do Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã, da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras e do ARTIS – Instituto de História da Arte.

As inscrições para a participação no Turres Veteras, as quais são gratuitas, devem ser efetuadas até 12 de outubro. Os docentes deverão efetuá-las no site do Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã (em: www.cfetvl.net); para o público em geral as inscrições devem ser efetuadas na área de agenda do site da Câmara Municipal de Torres Vedras ou diretamente em: tvedras.pt/turresveteras2021. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo e-mail: museu.rececao@cm-tvedras.pt; ou pelo n.º de telefone: 261 310 485.

Programa

15 de outubro | sexta-feira

Local: Auditório do Edifício dos Paços do Concelho

14h00 – Receção aos participantes

14h15 – Cerimónia de abertura

14h30 – A arquitetura das Misericórdias
Joana Carvalho Pinto | Artis-FL, Universidade de Lisboa

15h00 – A escultura no âmbito das igrejas da Misericórdia. O caso de Torres Vedras
Fernando Grilo | Artis-FL, Universidade de Lisboa

15h30 – A arte de saber escolher: o valioso espólio pictórico do palácio de Runa, legado pela sua princesa
Vanessa Antunes (via zoom) e Fátima Fernandes | Artis-FL, Universidade de Lisboa e Centro de Apoio Social de Runa, IASFA

16h00 – A Misericórdia de Torres Vedras: breves notas
Célia Reis (via zoom) | FCSH, Universidade Nova de Lisboa

16h30 – Debate

17h00 – Pausa

18h00 – O claustro do Convento da Graça no contexto do projeto de icnografia agostiniana
Lúcia Marinho (via zoom) e Marietta Chikhlaze | Artis-FL, Universidade de Lisboa

18h30 – Debate

16 de outubro | sábado

Local: Igreja de Nossa Senhora do Ameal

9h30 – Receção aos participantes

9h45 – Caminhos da Misericórdia de Torres Vedras
Percurso pedonal pelo património da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras, orientado por Célia Reis | FCSH, Universidade Nova de Lisboa

Local: Auditório do Edifício dos Paços do Concelho

11h00 – Pausa

11h15 – A assistência monástica medieval
Pedro Gomes Barbosa | IAH-FL, Universidade de Lisboa

11h45 – A fundação e a estruturação institucional das Misericórdias no século XVI
Isabel Guimarães Sá | Universidade do Minho

12h15 – A consolidação das Misericórdias como instituições de poder no século XVII
Rute Pardal | Universidade de Évora

12h40 – Debate

13h00 – Almoço

14h30 – Crédito e confiança: uma estratégia estrutural das Misericórdias Portuguesas no século XVIII
Inês Amorim | Faculdade de Letras, Universidade do Porto/CITCEM

15h00 – A extinção de Misericórdias no século XIX – o caso de Abiul
Ricardo Pessa de Oliveira | CLEPUL, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa

15h30 – A centralidade assistencial das misericórdias face ao papel supletivo do Estado no século XX
Andreia de Almeida | CEC, Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa

16h00 – Debate

16h30 – Pausa

17h00 – A procissão das endoenças
Maria Natália Silva

17h30 – Debate

Local: Igreja da Santa Casa da Misericórdia

18h00 – Concerto Alma Misericordie
Daniel Oliveira

19h00 – Torres Vedras de Honra

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here