publicidade

A FullNURSE é o primeiro assistente digital para enfermeiros em Portugal e é uma aplicação totalmente desenvolvida por profissionais do setor. Gerido de forma comunitária, foi lançado em 2020 para colmatar uma lacuna sentida pelos enfermeiros.

Hoje em dia faz parte do quotidiano de milhares de profissionais e estudantes de enfermagem, não só em Portugal como no estrangeiro.

“Os enfermeiros lidam com múltiplos procedimentos, materiais, fármacos…que estão em constante atualização e por isso a internet é um apoio importante na pesquisa de informação”, refere Francisco Matos Silva, um dos fundadores do projeto. “Só que não havia nenhuma ferramenta digital do género, de fácil acesso, em língua portuguesa que centralizasse e organizasse todos estes temas essenciais no nosso dia a dia. E é assim que nasce a FullNURSE”.

A aplicação tem vindo sempre a crescer e tem hoje 10023 pessoas registadas (65% são enfermeiros no ativo, 30% estudantes e 5% curiosos).

Está disponível para Android, iOS e em versão web, o que significa que pode ser consultada gratuitamente a partir de qualquer navegador de internet, num computador ou dispositivo móvel.

A equipa da FullNURSE é liderada por Francisco Matos Silva, que fundou a aplicação com a ajuda de Teresa Silva, também enfermeira. Com o crescimento desta plataforma juntaram-se mais pessoas ao projeto, todos do mundo da enfermagem: hoje há mais de 10 enfermeiros no ativo que funcionam como consultores (FullNURSE Advisors) dentro das suas especialidades e contribuem para a excelência dos conteúdos apresentados na aplicação.

O facto da aplicação ter cruzado o marco dos 10 mil utilizadores registados sem qualquer ajuda externa (fora da enfermagem), só foi possível porque Francisco Matos Silva é, para além de enfermeiro no ativo, um apaixonado por marketing digital e sistemas de informação e multimédia. Desta forma, mesmo as operações técnicas continuam a ser geridas internamente.

As funcionalidades deste inovador centro de informação para enfermeiros e estudantes têm vindo a expandir-se de forma sustentada. Para além das dezenas de fármacos, procedimentos e termos médicos, há ainda a possibilidade de deixar questões aos especialistas da FullNURSE, bem como eventos digitais personalizados que funcionam como sessões de esclarecimento sobre diversos tópicos (FullNURSE TALK).

À medida que o universo FullNURSE cresce, também o número de parceiros associados ao projeto tem vindo a aumentar. Entre eles encontram-se a produtora de dispositivos médicos Bastos Viegas e a empresa de formação Workapt.

Depois do registo, há dois tipos de conta disponíveis para os utilizadores FulNURSE: a conta gratuita que dá acesso à informação básica e a conta Plus que tem um custo de 8€/ano e dá acesso a todas as funcionalidades, incluindo a possibilidade de ver dúvidas profissionais esclarecidas sob pedido e prioridade na inscrição em sessões de esclarecimento.

“As subscrições pagas ajudam-nos a fazer face aos custos crescentes de gestão do projeto, como servidores e licenças profissionais, e a investir em novos conteúdos e funcionalidades digitais. O nosso objetivo passa por criar uma comunidade cada vez mais forte, com cada vez mais e melhor informação e que, de alguma forma, ajude as pessoas no exercício da sua profissão”, finaliza Francisco Matos Silva, fundador do projeto.

publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here