publicidade

O Politécnico de Leiria preencheu 91,5% das vagas disponíveis na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), garantindo a entrada de 1.770 novos estudantes, anunciou aquela instituição de ensino superior.

Nesta primeira fase, das 1.935 vagas disponibilizadas, 91,5% foram preenchidas, tendo 36 cursos preenchido a totalidade dos lugares disponíveis, correspondendo a mais de 70%, informou o Politécnico de Leiria.

“As colocações da 1.ª fase foram muito relevantes e demonstram que o Instituto Politécnico de Leiria se apresenta no panorama nacional com grande atratividade para os novos estudantes. Para além dos 1.770 estudantes colocados, é de destacar o facto de 97,5% dos candidatos terem colocado o Politécnico de Leiria como a sua primeira opção”, adiantou o presidente daquela instituição de ensino Superior, Carlos Rabadão, citado numa nota de imprensa.

Carlos Rabadão acrescentou que “com este resultado, e tendo em conta o ingresso nas licenciaturas através dos concursos especiais, incluindo os estudantes internacionais”, este será mais um ano de “afirmação do Politécnico de Leiria”.

“Aos novos estudantes de licenciatura, irão ainda acrescer os novos estudantes dos cursos técnicos superiores profissionais (TeSP), das pós-graduações e dos cursos de mestrado e doutoramento, cujas candidaturas se encontram ainda a decorrer”, revelou o presidente do Politécnico de Leiria.

À semelhança de anos anteriores, a Escola Superior de Saúde (ESSLei) completou todas as vagas disponíveis, a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) e a Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) obtiveram uma taxa de ocupação muito próxima de 99,7% e 99,1%, respetivamente.

Ou seja, nestas escolas ficaram apenas três vagas por preencher: duas na ESECS, na licenciatura de Relações Humanas e Comunicação Organizacional, e uma na ESAD.CR, no curso de Design Gráfico e Multimédia, ambas em regime pós-laboral.

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) registou uma taxa de ocupação das vagas colocadas a concurso de 84,5%. De realçar a licenciatura em Jogos Digitais e Multimédia, a única da instituição lecionada em inglês, que ocupou as 55 vagas disponíveis. Este também foi o curso com a média de entrada mais alta do primeiro aluno que escolheu Jogos Digitais e Multimédia como primeira opção: 196,0 valores.

A Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) garantiu uma ocupação de 79,7%, das 296 vagas disponibilizadas inicialmente.

As médias mais altas do último aluno colocado foram registadas nas licenciaturas de Fisioterapia (157,0), Artes Plásticas (154,2), Design Gráfico e Multimédia (154,0), Teatro (150,3), Comunicação e Media (146,4), Solicitadoria (145,8), Terapia Ocupacional (145,4), Design de Produto – Cerâmica e Vidro (144,0), Serviço Social (143,8) e Engenharia Informática (142,5). Todos estes cursos preencheram a totalidade dos lugares.

O Politécnico de Leiria integra a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, Escola Superior de Saúde e Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, em Leiria, a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha e a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, em Peniche.

Existem ainda os polos de Pombal e Torres Novas, onde são lecionados cursos técnicos superiores profissionais.

Segundo a página de internet do Politécnico de Leiria, a oferta formativa contempla 45 licenciaturas, 59 mestrados, 33 pós-graduações, 54 TeSP e dois doutoramentos em associação.

Existem 15 unidades de investigação (seis próprias, três delegações de associações de I&D sem fins lucrativos, seis polos de unidades de investigação externas), “que desenvolvem a sua atividade procurando respostas práticas e aplicadas a uma diversidade de temáticas sociais, económicas, tecnológicas, ambientais, turísticas e de saúde e bem-estar”.

publicidade

Artigo anteriorExposição “A Diáspora Judaica Portuguesa” em Torres Vedras
Próximo artigoHospital do Oeste: Caldas da Rainha envia postais a Costa e Marcelo
Agência Lusa
A Lusa é a maior produtora e distribuidora de notícias sobre Portugal e o mundo, em Língua Portuguesa. A Lusa acompanha a atualidade nacional e internacional a cada segundo, e distribui informação em texto, áudio, foto e vídeo. A rede Lusa de correspondentes cobre geograficamente todo o país e está presente em 29 de países do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui