publicidade

ESCO promove uma Escola de Afetos

No Aniversário dos 25 anos 

A ESCO, Escola de Serviços e Comércio do Oeste, no passado dia 26 de outubro comemorou os seus 25 anos de existência abrindo a porta para uma Escola de Afetos, que se materializa num programa de atividades que tem em vista a valorização dos afetos no processo educacional.

O aniversário da ESCO, escola de ensino profissional na cidade de Torres Vedras, deu o arranque oficial para as comemorações do seu quarto de século com um programa de atividades sobre o Tema “ESCO – Uma Escola de Afetos”, que irá decorrer durante todo o ano letivo 2017/2018.

Já dizia Aristóteles que “educar a mente sem educar o coração não é educação”. 

“E na nossa visão a educação é compreendida como um valor que capacita e incentiva o aluno para o seu desenvolvimento pessoal e social.”, refere Júlia Alfaiate, diretora da ESCO. “É muito importante que a escola seja o espaço e o tempo de qualidade formativa apoiada na afetividade, na certeza que o aluno aprende quando se sente valorizado, acolhido e respeitado na sua essência”. 

Para além do Programa, este dia fica também marcado pela apresentação de alguns marcos históricos desta Escola Profissional, nomeadamente:

  • Em 1992 a ESCO abriu as suas portas com 3 turmas e hoje está na sua capacidade máxima com 17 turmas;
  • No ano 2000 verificou-se a mudança para a nova escola.
  • Em 2001 teve inicio a formação de adultos.
  • A ESCO já realizou cursos profissionais de nível IV para cerca de 2800 alunos e formação para 3200 adultos num total de 370 000 horas de formação;
  • Instalação em 2009 de uma cozinha e restaurante pedagógico para a formação de profissionais de excelência;
  • Em 2010 iniciamos as parcerias internacionais – através dos programas Leonardo Da Vinci e ERASMUS+
  • Em média, 15% dos alunos finalistas ingressam no Ensino Superior;
  • Cerca de 150 ofertas de emprego por ano para os alunos.

“Compreender o papel das emoções no quotidiano é fundamental pois, tal como a razão, elas ocupam um lugar de destaque no processo da tomada de decisão. Neste âmbito saliento a investigação de António Damásio, particularmente fecunda e inovadora ao estudar a base biológica dos processos mentais, quando refere que as emoções servem como «marcadores» das experiências diárias, sem as quais a compreensão dos fenómenos ficaria incompleta. Eu diria mesmo que este marcador somático é «uma revolução em curso» e tão importante como outras que vivemos no âmbito da Inteligência Artificial da Engenharia Genética”, refere Mónica Rodrigues, Pedagoga e especialista em Neuroeducação, que realizou neste dia solene a apresentação sobre “As Neurociências dos Afetos”, que aborda a importância das emoções no processo de aprendizagem.

Durante este ano a ESCO será palco de uma série de iniciativas que irão privilegiar os afetos com toda a comunidade educativa, em primeiro lugar com os seus alunos promovendo sentimentos de pertença e referência à escola, mas também com os pais, os encarregados de educação, os professores, as empresas, as instituições e muitos mais.

Toda a escola, cursos e alunos estarão envolvidos e responsáveis pela organização e concretização de várias atividades das quais se destacam as iniciativas nas áreas da saúde, fotografia, desporto, turismo e formação, com o objetivo de estabelecer com os alunos um novo olhar para o ambiente social, com a premissa que é necessário fazer com que os jovens desenvolvam a afetividade, a solidariedade, o respeito, a tolerância e a autonomia. 

Escola Glocal

Cumprindo a sua missão de Escola Profissional, a ESCO tornou-se também numa escola Glocal, uma escola local com uma vocação global que lhe permite estar presente em várias regiões do país, através da Formação em contexto de trabalho, e assim dotar a região do OESTE de um perfil estratégico em termos de educação.

No seu percurso de 25 anos a ESCO soube conquistar o seu lugar como escola de referência, a nível da formação profissional de jovens e adultos. Esta perspetiva deve-se ao enfoque nacional e internacional dos vários projetos da escola, nomeadamente: a realização de estágios curriculares em empresas espalhadas por todo o território português e a promoção de estágios ao abrigo dos programas Leonardo D’ Vinci e Eramos+ em vários países europeus;  o intercâmbio entre alunos e escolas internacionais; o Espaço Escola Empresa que privilegia o contato regular com as empresas para a promoção de estágios e primeiro emprego dos alunos; as parcerias e protocolos com empresas, instituições e universidades por todo o país; e ainda a realização de projetos de formação à medida para empresas de vários setores de atividade.

Sobre a ESCO

A ESCO – Escola de Serviços e Comércio do Oeste (www.sefo.pt) – é uma Escola Profissional sediada em Torres Vedras, que iniciou a sua atividade em 1992 e tem como entidade proprietária a SEFO – Sociedade de Educação e Formação do Oeste Lda. – tendo como sócios a ACIRO (Associação comercial, Industrial e de Serviços da Região Oeste), a ADRO (Agência para o Desenvolvimento Regional do Oeste), a AERLIS (Associação Empresarial da Região de Lisboa), a Câmara Municipal de Torres Vedras e o Turismo Centro de Portugal. A Sefo é uma empresa certificada, pela Normal NP EN ISSO 9001/2015, do Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ).

As áreas de formação com maior destaque na escola são: a Comunicação, Comércio, Administração, Informática, Tecnologias da Saúde, Serviços de apoio Social, Desporto, Hotelaria e Turismo, contando este ano letivo com cerca de 400 alunos (capacidade máxima) distribuídos por 17 turmas.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.