Escola desativada transforma-se em incubadora de artistas em Arruda dos Vinhos
publicidade

As obras de adaptação na desativada Escola da Quinta da Serra vão começar na segunda-feira e têm um custo de 20 mil euros.

Uma escola do primeiro ciclo, desativada há mais de uma década, na freguesia de Arruda dos Vinhos, vai ser sujeita a obras para ser transformada em incubadora e residência para artistas, disse hoje o presidente da junta.

As obras de adaptação na desativada Escola da Quinta da Serra vão começar na segunda-feira e têm um custo de 20 mil euros, estando a empreitada a cargo da câmara municipal, afirmou Fábio Morgado à agência Lusa.

“Queremos criar uma incubadora de empresas para a área da cultura, um espaço onde os artistas possam produzir os seus trabalhos e que contribua para os lançar no mundo artístico”, explicou o autarca.

Além de ser ‘start up’ cultural, o espaço vai também funcionar como residência artística e tem capacidade para cerca de cinco artistas a trabalhar em permanência.

Com o projeto, esta autarquia do distrito de Lisboa pretende contribuir para a dinamização cultural da vila, apoiar artistas emergentes e promover a interação entre artistas e a comunidade.

Em julho, a junta de freguesia deverá abrir candidaturas aos artistas que aí se queiram instalar a partir de setembro, altura em que deverão estar concluídas as obras.

Poderão ser incubados artistas de todas as áreas da cultura, como escultura, pintura, arquitetura, artes plásticas, design fotografia, ilustração, literatura, música ou cinema, estando, contudo, excluídas a dança e o teatro.

Os artistas vão ter ao dispor, de forma gratuita, apoio administrativo, logístico e técnico, assim como a rede elétrica, água, internet, segurança das instalações para desenvolverem os seus projetos.

A incubadora vai também disponibilizar-lhes materiais e equipamentos de trabalho.

A Junta de Freguesia de Arruda dos Vinhos pretende investir este ano cerca de 15 mil euros, dos quais cinco mil euros em pequenas obras a fazer no espaço e os restantes 10 mil na aquisição do material e equipamentos de apoio ao trabalho dos artistas.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here