publicidade

O Teatro Estúdio Fontenova representa no próximo dia 11 de fevereiro, pelas 21h30, no Teatro-Cine de Torres Vedras, a obra A Paz Perpétua, de Juan Mayorga.

Em A Paz Perpétua este autor espanhol oferece uma metáfora à ameaça terrorista global, em que três cães competem por um lugar num corpo de elite de combate antiterrorista. Com um humor, por vezes negro, mas de um requinte de quem explora mais as suas dúvidas do que certezas, Mayorga dá às personagens da referida obra a forma de animais, de modo a poder explorar ideias e conceitos que de tão brutais seriam inconcebíveis sair da boca de um ser humano, o que permite alargar a fronteira catártica desta sua metáfora.

A Paz Perpétua remete, de resto, para a Banalidade do Mal, trabalho de Hannah Arendt em que esta filósofa política alemã defende que em resultado da massificação da sociedade se criou uma multidão incapaz de fazer julgamentos morais, razão porque se aceita e se cumpre ordens sem questionar, pelo que, segundo Arendt, a Paz se constrói na falta de moralidade.

Referindo-se o próprio título da mencionada obra de Mayorga ao ensaio filosófico de Kant que reflete a eterna questão “será que os fins justificam todos os meios?”, A Paz Perpétua deixa a premissa de uma reflexão demasiado atual: onde é que as medidas de segurança acabam e onde é que começa o terrorismo?

O preço dos bilhetes para se assistir ao espetáculo de teatro A Paz Perpétua no Teatro-Cine de Torres Vedras é de cinco euros.

Ficha Técnica

Texto: Juan Mayorga
Tradução: Luísa Monteiro
Encenação: José Maria Dias
Assistência de encenação: Graziela Dias
Interpretação: Carlos Pereira, Fábio Nóbrega Vaz, Graziela Dias, Patrícia Paixão e Sara Túbio Costa
Apoio à fisicalidade: Ricardo Gaete
Coreografia e cenas de luta: Carlos Pereira e Rosa Dias
Cenografia: José Manuel Castanheira
Figurinos: Lucília Telmo
Sonoplastia: Emídio Buchinho
Temas: The BeyondGame OverCorrupt By DesignViolence Machine e Unto the Frost, por Jacob Lizotte
Imagem e design de comunicação: Flávia Rodrigues Piątkiewicz
Vídeo: Leonardo Silva
Fotografia: Helena Tomás e Leonardo Silva
Operação de luz e som: Tomás Anjos Barão
Produção executiva e comunicação: Graziela Dias e Patrícia Paixão
Agradecimento: Sara Batista
Estrutura financiada por: República Portuguesa – Direção‑Geral das Artes e Município de Setúbal

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here