Estabelecida parceria para aproveitamento hidroagrícola de água em Torres Vedras
publicidade

O município de Torres Vedras, duas associações de regantes e outras duas entidades estabeleceram parcerias para o estudo de soluções para o aproveitamento de água para a agricultura no concelho, foi hoje anunciado.

Foram assinados dois protocolos envolvendo a Câmara Municipal de Torres Vedras, a Alcabrirega – Associação de Rega do Vale do Alcabrichel, a Sizanrega – Associação de Rega do Vale do Sizandro, a Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo e a Águas do Tejo Atlântico, refere esta autarquia do distrito de Lisboa em nota de imprensa.

As parcerias visam a criação de gabinetes de missão e de comissões de acompanhamento e a realização de estudos para o desenvolvimento de uma solução técnica para a construção das infraestruturas adequadas à utilização comum do uso de recursos hídricos para rega e ao aproveitamento hidroagrícola das bacias hidrográficas dos rios Sizandro e Alcabrichel, com 336 e 180 quilómetros quadrados de extensão.

Os acordos destinam-se também à identificação cadastral de proprietários com vista à elaboração do dossiê para o desenvolvimento do projeto coletivo.

O município procura “dar resposta às preocupações que as associações regantes têm vindo a manifestar, nomeadamente no que se refere à insuficiente retenção hídrica no período de maior exigência das culturas”.

Desde há 10 anos que as associações de rega Sizanrega e Alcabrirega têm vindo a construir pequenos açudes, que “são manifestamente insuficientes e mal dimensionados”, concluem aquelas entidades.

Nesse sentido, têm alertado as diferentes entidades para a “insuficiente retenção hídrica no período de maior exigência das culturas”.

É intenção dos promotores vir a apresentar candidaturas ao Programa Nacional de Regadios, destinado a expandir, reabilitar e modernizar os regadios existentes e a criar novas áreas regadas.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here