publicidade

O Sport Clube União Torreense tem até dia 20 de Dezembro para pagar 100.000 euros à Segurança Social. Em causa está uma dívida contraída pelo clube entre 1999 e 2004 que nunca foi saldada e que agora pode ser paga ao abrigo do Plano Especial de Recuperação. A urgência no pagamento prende-se com o facto de se conseguir nesta fase o perdão dos juros.

A dívida total do Torreense era de 242.000 euros, um montante que já baixou devido aos donativos já angariados e à verba assegurada pela Câmara Municipal de Torres Vedras. No entanto, no arranque do mês de Dezembro continuam a faltar cerca de 50.000 euros. Sem a declaração de não dívida à segurança social o Torreense não pode receber qualquer subsidio, o que não permite encarar o futuro com “bons olhos”.

Para apoiar o Torreense qualquer sócio, simpatizante ou amigo do clube pode contribuir, sendo que para os sócios estão disponíveis as possibilidades de adiantamento de cinco anos de quotas (250 euros), de 10 anos (500 euros) ou de 20 anos (1000 euros).

Os próximos dias contam com duas partidas no Estádio Manuel Marques, pelo que se espera que os torrienses possam rumar àquele reduto, de forma a apoiar o clube. Amanhã é a vez da recepção ao Caldas, com o dérbi do Oeste a arrancar às 15 horas. A partida com o Chaves, para os oitavos-de-final da Taça de Portugal, está marcada para a próxima Quarta-Feira à mesma hora.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.