Faltou Sal(gueiro) para melhor Sardinha na Póvoa
publicidade

Os atletas de Torres Vedras mantiveram um desempenho regular ao longo da competição.

A equipa Sicasal Constantinos evoluiu este domingo nas estradas do concelho da Póvoa de Varzim onde participou na 23ª edição da Clássica da Primavera.

Um dia solarengo e temperaturas a fazer jus ao nome da prova, brindaram os atletas com excelentes condições para enfrentarem as sete voltas ao sempre exigente “Circuito da Póvoa”, com treze setores de empedrado e sete escaladas aos 200 metros de altitude do Monte de São Félix, local de culto religioso e ponto mais alto do município poveiro.

Os atletas de Torres Vedras mantiveram um desempenho regular ao longo da competição, com demonstração de grande maturidade por parte dos mais experientes e um enorme espírito de sacrifício dos que esta época fazem a estreia na categoria Sub-23. 

Até à penúltima volta mantiveram-se estáveis num pelotão que rolava compacto em perseguição de um quarteto que andou em fuga grande parte da corrida e mesmo depois de um normal aceleramento na parte final da prova, a equipa mantinha elementos na frente que podiam garantir um ótimo resultado coletivo, mas uma aparatosa queda de Miguel Salgueiro a cerca de um quilómetro da meta, acabou por anular as melhores ambições da equipa. 

Na 33ª posição, Diogo Sardinha foi o primeiro atleta da formação torriense a cruzar a meta a 1 minuto do vencedor, o jovem César Martingil da formação do Sporting/Tavira.

Diogo Sardinha foi o 33º a cruzar a linha de meta_foto AfterTwo_works

O atleta sintrense afirmou que “apesar do azar do Miguel, que nos impediu de obter um resultado mais positivo, considero que deixamos aqui uma boa imagem. Quero realçar todo o trabalho desenvolvido pelo nosso staff no backoffice e por todos os meus colegas na estrada onde nos apoiámos mutuamente. Estamos a trabalhar muito e bem em prol do grupo. Somos uma verdadeira família e saímos hoje daqui mais fortes e ainda mais focados no nosso desenvolvimento”.

José Vieira em 63º e Marcelo Salvador na posição seguinte, cruzaram a linha final quarenta segundos depois de Diogo Sardinha, enquanto Iúri Leitão e Miguel Salgueiro chegaram cerca de dois minutos depois na 68ª e 70ª posição. Quanto aos estreantes, realce para o enorme espírito lutador demonstrado pelo Wilson Esperança que terminou a prova na 88ª posição com mais de 15 minutos sobre o tempo do vencedor, num dia em que Francisco Guerreiro foi obrigado a abandonar no limiar da dor causada por uma recente lesão na perna.

A equipa regressa à competição já no próximo dia 17 para disputar a Clássica da Arrábida na região de Setúbal.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here