publicidade

O Bang Awards proporcionou mais “uma viagem única ao mundo do cinema de animação” naquela que foi a terceira edição do Festival Internacional de Cinema de Animação. O Festival contou, este ano, com mais de 300 filmes em competição, oriundos de 65 países. A plataforma online permitiu ainda que as fitas fossem vistas em mais de 5300 cidades de mais de 400 países, como Taiwan, China, Rússia, Estados Unidos ou Brasil. Ao todo, foram registadas mais de 400.000 visualizações através daquela plataforma.

Sete ecrãs de cinema, workshop’s, performances, um palco e projecções em movimento com os brasileiros VJ Suave foram alguns dos elementos que marcaram a edição deste ano, contribuindo, segundo a organização, “para a dinâmica cultural de vários espaços.” Foram dinamizadas 50 sessões de cinema gratuitas para escolas – com mais de 200 alunos por dia – e público em geral, em espaços tão distintos como o Choupal, a Igreja, a Galeria, em várias associações e no novo Espaço Bang Awards.

Festival Bang Awards teve mais de 300 filmes em competição

“Fuligem”, curta dos portugueses David Doutel e Vasco Sá, foi a grande vencedora, tendo arrecadado o prémio Bang Awards. Na votação online, o prémio foi para “Os Azeitonas – Cinegirassol”, de Nuno Markl, Bruno Caetano e Rui Telmo Romão. Para o Brasil seguiu o prémio de melhor argumento, com “Até a China”, de Marcelo Marão, a merecer a preferência do júri. “Dinner for New”, de Nassos Vakalis, foi distinguido com uma menção honrosa devido ao tema que deu mote a esta edição do festival: a Natureza Humana. O evento contou ainda com a presença do ator Rogério Samora na cerimónia de entrega de prémios, onde estiveram presentes os parceiros e entidades do Festival, júri do Bang Awards, autores e realizadores nacionais e internacionais.

O Espaço Bang Awards foi a grande novidade deste ano, representando “a essência tanto do cinema de animação como da arte em geral: criatividade, cultura, polivalência e partilha.” A Floresta Digital é o tema dominante do espaço e tem a assinatura do artista brasileiro Jota Aracê. Ulisses Dias, diretor do Bang Awards, salienta que esta é a concretização de um sonho e que pretende que aquele espaço sirva a cidade cultural e artisticamente, não só durante o Festival, mas durante todo o ano. Será, principalmente, um espaço de partilha de conhecimento que terá workshops, oficinas de cinema, festas temáticas, eventos, exposições e muitas outras surpresas.

Festival Bang Awards teve mais de 300 filmes em competição

O Bang Awards é um Festival Internacional de filmes de animação de criadores de todos os cantos do mundo. Um festival de todos, para todos! Dinâmico, direcionado para as novas tecnologias e para um público integrado nas artes digitais, multimédia, ilustração e cinema de animação. Por se desenrolar numa plataforma online, o Bang chega a todos os utilizadores e pode ser acompanhado a partir de qualquer visor, em qualquer parte do mundo.

Com o objectivo de apoiar a produção de conteúdos, o Festival vai abrir as submissões  para a próxima edição muito em breve. A organização do Bang Awards agradece a todos os parceiros e entidades que contribuíram para o sucesso desta edição, fazendo ainda um agradecimento especial a todos os voluntários que abraçaram este Festival. E lançam o repto: “prepare-se para a próxima edição do Festival Bang Awards!”

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.