Festival Livros a Oeste reúne 40 convidados na oitava edição
publicidade

Alusivo ao tema “Palavras que nos unem”, o festival traz logo no primeiro dia a escritora Isabel Rio Novo, finalista do Prémio Leya em 2016 e 2018.

Os escritores Isabel Rio Novo, Sandro William Junqueira e Clara Haddad estão entre os cerca de 40 convidados do 8.º Festival Livros a Oeste, que se realiza entre os dias 14 e 18 na Lourinhã, no distrito de Lisboa.

A Câmara Municipal da Lourinhã, responsável pela organização, reforçou este ano a presença de autores junto do público escolar, estando convidados cerca de 40, entre escritores, ilustradores e outros investigadores.

Uma das novidades desta edição é a realização de sessões de narração de contos, concertos e conversas sobre literatura antes dos encontros com escritores, que encerram cada dia do programa.

Alusivo ao tema “Palavras que nos unem”, o festival traz logo no primeiro dia a escritora Isabel Rio Novo, finalista do Prémio Leya em 2016 e 2018, para apresentar o seu livro “O Poço e a Estrada”, uma biografia da escritora Agustina Bessa-Luís.

Ainda nesse dia, a escritora e contadora de histórias Clara Haddad participa na sessão de narração de histórias que precede a mesa redonda sobre “A minha vida já deu livros”, com os escritores Mário Zambujal, Alice Vieira, Afonso Cruz, o editor Jaime Bulhosa e o músico António Manuel Ribeiro.

No dia 15, Clara Haddad apresenta o livro “Pó das Estrelas” e o músico Sérgio Godinho dá a conhecer o livro “Estocolmo”. Os escritores Rui Zink e Ana Saragoça, o músico Sérgio Godinho e o jornalista Mário Augusto vão abordar o tema “Palavra escrita, palavra dita”, sessão precedida de um concerto de homenagem a Sophia de Mello Breyner Andresen.

No dia seguinte, Sandro William Junqueira fala do seu livro para crianças “As Palavras que Fugiram do Dicionário” e João Manuel Ribeiro, que também escreve para o público infantojuvenil, apresenta o seu livro “Dédalo, o maior inventor do mundo e pequenas histórias da mitologia”.

O programa encerra nesse dia com uma mesa redonda, em que participam o ex-ministro da Justiça Álvaro Laborinho Lúcio e os escritores António Tavares, finalista do Prémio Leya 2013, Arlindo Oliveira, João Rasteiro, finalista do Prémio Leya 2012 e do Prémio Glória de Sant’Ana 2017 e 2018, e Pedro Vieira.

No dia 17, é a vez do encontro com o investigador Carlos Fiolhais, dos escritores Filipe Homem Fonseca, Regina Guimarães e Ana Cristina Silva, que vão falar sobre a “as letras da ciência e a ciência das letras”, num dia em que há também um concerto de homenagem a Jorge de Sena.

O festival encerra no dia 18 com uma mesa redonda com os escritores Patrícia Portela, Raquel Patriarca, Filipa Melo, Afonso Reis Cabral e José Viale Moutinho, e uma conversa concerto com o músico Carlão.

Pelo meio, o festival conta também com uma feira do livro, com a formação “Recriar narrativas” para professores, sessões de poesia e de contos, concertos, apresentação de livros, teatro de sombras e lançamento de uma coletânea com os contos vencedores das últimas quatro edições do Prémio Livros a Oeste.

O programa integra também exposições, como a mostra de ilustrações de Anabela Dias, responsável pelas ilustrações de “Pó das Estrelas”, de Clara Haddad.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here