publicidade

Junta de Freguesia da Silveira aposta em Projeto que promove a Saúde Mental e a Educação Global, constituído por uma equipa multidisciplinar que aposta numa intervenção acima de tudo preventiva.

Núcleo de Intervenção Comunitária – Enraizar na Comunidade

A Junta de Freguesia da Silveira aposta pelo segundo ano consecutivo no Núcleo de Intervenção Comunitária (NIC). O projeto fundado pelas Psicólogas Carla Ferreira e Rita Pinheiro pretende ser uma estrutura facilitadora dos vários recursos da comunidade (socioeducacionais) de forma a potenciar a articulação e intervenção a nível da saúde mental, da educação global, potenciando a cidadania e participação ativa dos cidadãos.

É constituído por uma equipa multidisciplinar com técnicos especializados nas áreas da Psicologia, Terapia Familiar, Terapia da Fala e Psicomotricidade, os quais procuraram dar resposta às sinalizações, através da avaliação na primeira infância, da intervenção e encaminhamento para outras especialidades.

Junta de Freguesia da Silveira aposta em projeto que promove a Saúde Mental e a Educação Global

Numa Comunidade na qual se identificam como principais problemáticas a violência doméstica; as dificuldades parentais; o desemprego e as problemáticas do foro psicoafectivo, a intervenção de carácter sistémico procura incidir em três grandes eixos:

1) És – TU – a – Dar – sinalização, avaliação e intervenção psicológica e psicopedagógica com equipa em crianças com Dificuldades de Aprendizagem e com Necessidades Educativas.

2) CRESCER a SENTIR – Programa de promoção de competências socioemocionais de natureza preventiva com infusão curricular e em par pedagógico com as Educadoras-de-Infância, em crianças a frequentar o pré-escolar e o 1º ciclo.

3) GABINETE MAIS FAMÍLIA – Acompanhamento terapêutico familiar a famílias com fracos recursos, sinalizadas pelo Gabinete Intervenção Móvel de Apoio Social (GIMAS), Movimento Social e Solidário da Paróquia da Silveira, Unidade de Saúde Familiar de Santa Cruz assim como Comunidade educativa da freguesia da Silveira.

A intervenção é articulada com a Direção do Agrupamento de Escolas de S. Gonçalo, a qual se assume como um fator muito positivo pois permite uma maior rapidez, inovação e eficácia das respostas na Comunidade Educativa.

Junta de Freguesia da Silveira aposta em projeto que promove a Saúde Mental e a Educação Global

No passado ano letivo foram realizadas duas Ações Comunitárias, intituladas “Evaristo, ajudas-me Nisto?”, em articulação com a Comunidade Educativa, com a Unidade de Saúde Familiar da Silveira e com a Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar. As sessões vivenciais em contexto comunitário com famílias da freguesia tinham como objetivo potenciar as competências parentais e intervir ao nível da Prevenção Primária na Saúde Mental.

Áreas em Destaque

A equipa do Núcleo de Intervenção Comunitária dá continuidade à sua intervenção de natureza preventiva, em todas as crianças de 5 anos de idade da Freguesia da Silveira.

Esta área de intervenção insere-se no âmbito do Projeto Crescer a Sentir, um programa de educação emocional de natureza preventiva, com infusão curricular e em par pedagógico com as Educadoras-de-Infância.

Este projeto abrange 64 criança e desde o passado ano letivo que é dada continuidade à intervenção no 1º Ciclo, através da implementação de 6 sessões.

Os resultados revelam um impacto positivo no vocabulário emocional, no bem-estar e na aprendizagem das crianças.

Equipa

Psicologia Clínica e Terapia Familiar – Rita Pinheiro

Psicologia Educacional e Educação Emocional – Carla Ferreira

Psicologia Clínica e Educação Especial – Ana Raimundo

Terapia da Fala – Débora Carpinteiro

Psicomotricidade – Cláudia Duarte

Passa-a-Palavra – Testemunhos das famílias

“Um programa que ajuda no desenvolvimento das crianças.” (Encarregado de Educação, Crescer a Sentir).

“Projeto com muito valor para o crescimento das crianças” (Encarregado de Educação, NIC)

Junta de Freguesia da Silveira aposta em projeto que promove a Saúde Mental e a Educação Global

Testemunhos de Técnicos Locais

“No caso do GIMAS devo dizer que a articulação entre serviços tem sido ótima, rápida e funcional. Uma parceria a manter, sem dúvida benéfica para quem recebe o apoio com toda a certeza. Do que me fui apercebendo ao longo da nossa colaboração, estão de parabéns.” (Paula Pires, GIMAS)

“Muito atentas aos problemas sociais das famílias e crianças, com resolução dos mesmos em tempo muito breve, disponibilidade total na ajuda à comunidade da Silveira.” (Drª Alice Ribeiro, Movimento Solidário da Paróquia).

“Graças ao Núcleo de Intervenção Comunitária, os meus alunos puderam ter avaliação e o acompanhamento necessários que muito provavelmente não conseguiriam por outros canais, pois nestas áreas há sempre imensas lacunas relativas aos recursos disponíveis. Assim sendo faz todo o sentido que se dê continuidade ao projeto. Parabéns!”. (Professora Titular, Santa Cruz)

O Olhar do Presidente de Junta

A Freguesia da Silveira é a 3ª maior Freguesia do Concelho de Torres Vedras envolvendo por isso um elevado número de crianças a frequentar o ensino público. Tendo em vista a necessidade de um apoio ao nível da saúde mental e socioeducacional, a Junta apostou neste projeto (NIC) o qual tem vindo a surtir resultados efetivos e apreciados quer pela comunidade educativa quer pelos pais das crianças.

Neste momento os três eixos do projeto estão em perfeita harmonia com toda a envolvente social da Freguesia o que permite um apoio em rede e assume-se como uma ajuda importante para colmatar as carências existentes.

Importa salientar que este projeto é na íntegra financiado pela Junta não tendo qualquer apoio estatal.

Cada vez mais o investimento nesta vertente é importante e a Junta de Freguesia está empenhada em conjunto com as técnicas envolvidas. As mesmas estão de parabéns pelo excelente trabalho apresentado até agora.

Luís Pedro Silva

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.