Gala Porco d'Ouro em Torres Vedras
publicidade

Conferência de Imprensa

II Gala Porco d’Ouro em Torres Vedras

  • Apresentação de dados de produtividade do setor a nível nacional no ano de 2016
  • Anúncio dos nomeados a melhores suinicultores do país no âmbito da Gala Porco d’Ouro 2017
  • Relevância do município de Torres Vedras no panorama nacional da Suinicultura
  • Parceria ACIRO | Porco PT

A cidade de Torres Vedras acolhe, no próximo dia 24 de Novembro, sexta-feira, a segunda edição da Gala Porco d’Ouro, o evento que premeia os melhores produtores suinícolas do país. No evento que analisará 37 explorações em concurso, serão entregues os galardões que premeiam os produtores que apresentam os melhores índices técnicos de produtividade prante uma audiência prevista de mais de 700 profissionais da fileira.

Na Conferência de Imprensa que antecipa a cerimónia anual do setor da suinicultura estarão presentes David Neves, Vice-presidente da FPAS – Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores, Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras e Mário Reis, Presidente da ACIRO – Associação Comercial, Industrial e de Serviços da Região Oeste.

Na cerimónia realizada a dia 24 de novembro, pelas 19h00, em parceria com a Câmara Municipal de Torres Vedras, serão distinguidas as explorações que mais se destacaram em 2016 no que respeita à produtividade numérica geral, à taxa de leitões nascidos por animal reprodutor e ao número médio de leitões que cada porca desmamou ao longo da sua vida produtiva, critérios segundo os quais se analisa a competitividade das explorações suinícolas.

Este ano serão, ainda, atribuídos dois prémios especiais: o prémio para a produtividade numérica máxima, atribuído à exploração que apresentou a média mais elevada de leitões desmamados por porca produtiva num ano, entre todas as categorias, e o prémio “porco diamante” atribuído à exploração que, segundo os critérios de um júri independente, apresenta os melhores padrões de higiene, biossegurança e maneio.

A primeira gala teve lugar em Leiria, no dia 22 de Junho de 2016 e contou com a presença de mais de 400 suinicultores. Este ano o local escolhido foi a cidade de Torres Vedras, sede de um concelho onde está estabelecido cerca de 3% do efetivo nacional de suínos e para o qual a suinicultura contribui com um volume de negócios anual de 4 milhões de euros.

A Gala de entrega de prémios Porco d’Ouro é uma organização da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) que, em colaboração com o Instituto de Investigação e Tecnologia da Catalunha (IRTA) desenvolve a base de dados de referência do setor suinícola BDporc-Portugal.

Esta é uma base de dados que analisa e compara dados produtivos das explorações portuguesas, agrupando-as em categorias consoante a sua dimensão.

Veja, abaixo, os premiados da 1ª edição.

Vencedores Gala Porco d’ Ouro, 2016 

1ª Categoria (ou escalão) de 10 a 350 porcas 

  • Prémio Produtividade Numérica – Exploração Cristelo, da empresa Porcinveste
  • Prémio Taxa de Partos – Exploração Cristelo, da empresa Porcinveste
  • Prémio Leitões desmamados por Porca Reformada – Exploração Aroeira, da empresa Valorgado

2ª Categoria (ou escalão) de 351 a 600 porcas 

  • Prémio Produtividade Numérica – Exploração António Lopes Gameiro, da empresa Ti António
  • Prémio Taxa de Partos – Exploração Lagameças, da empresa Intersuínos
  • Prémio Leitões desmamados por Porca Reformada – Exploração Lagameças, da empresa Intersuínos

3ª Categoria (ou escalão) superior a 601 porcas 

  • Prémio Produtividade Numérica – Exploração Nuno Correia, da empresa Intersuínos
  • Prémio Taxa de Partos – Exploração Cortageira, da empresa Raporal
  • Prémio Leitões desmamados por Porca Reformada – Exploração Reis&Silva, da empresa Reis&Silva

Prémios especiais:

  • Máxima Produtividade Numérica: Exploração Nuno Correia, da empresa Intersuínos
  • Porco Diamante: Exploração Nuno Correia, da empresa Intersuínos

Sobre a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS)

Fundada 1981, a FPAS é uma Associação sem fins lucrativos que visa o estudo e o acompanhamento das questões relativas à suinicultura, nomeadamente, através da coordenação da atividade geral da suinicultura federada e das suas relações com as entidades oficiais, com os outros setores da produção de carne. A análise de dados técnicos, económicos, financeiros acerca do setor, bem como da situação, evolução e perspectivação de mercado é, também, uma responsabilidade desta Federação. A FPAS contribui, ainda, para a definição de estratégias e políticas de regulação e desenvolvimento geral do setor.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.