GNR identifica duas suiniculturas por descargas ilegais no concelho de Alenquer
publicidade

Duas empresas de suinicultura do concelho de Alenquer, no distrito de Lisboa, foram identificadas por terem efetuado descargas ilegais de águas residuais, prática em que ambas são reincidentes, informou hoje a GNR.

No primeiro caso “foi feita uma descarga de águas residuais numa zona de terrenos, em Aveiras de Cima, e no segundo uma descarga para uma linha de água, na localidade de Rechaldeira”, disse à agência Lusa a comandante do Destacamento Territorial da GNR de Alenquer, capitão Maria Rodrigues.

A primeira descarga foi detetada na terça-feira e a segunda no dia seguinte, após “uma denúncia de particulares efetuada quando os militares realizavam um patrulhamento”, explicou a mesma responsável.

No comunicado emitido hoje, a GNR explica que após a denúncia “relacionada com a descarga ilegal proveniente de uma suinicultura”, os militares verificaram no local “uma descarga de águas residuais diretamente para a linha de água, provenientes de uma lagoa de retenção de efluentes pecuários”.

Em ambos os casos foram identificadas as explorações pecuárias infratoras,” as quais são reincidentes neste tipo de descargas, confirmou à Lusa a responsável pelo destacamento de Alenquer.

Foram elaborados autos de contraordenação às duas empresas, pela infração de descarga de águas residuais para a linha de água sem a respetiva licença válida, punível com uma coima mínima de 24.000 euros e máxima de 144.000 euros.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here