Governo esclarece que concurso para modernização da linha do Oeste deverá
publicidade

A modernização e eletrificação da Linha do Oeste será feita entre Meleças e Caldas da Rainha. Este circuito passa por Torres Vedras.

O Governo esclareceu ontem que o lançamento do concurso para a modernização e eletrificação da linha ferroviária do Oeste “está a ser preparado” devendo “ocorrer nos próximos meses”.

“A modernização e eletrificação da Linha do Oeste, entre Meleças e Caldas da Rainha, consta do plano Ferrovia 2020. O projeto, cujo investimento é de 112 milhões de euros, recebeu parecer ambiental favorável em junho, estando neste momento a ser preparado o lançamento do concurso para a obra, o que deverá ocorrer nos próximos meses”, é referido numa nota do gabinete do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, em resposta a deputados socialistas.

O gabinete de Pedro Marques refere ainda que, relativamente ao resto da linha, entre Caldas e Louriçal, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas “teve oportunidade de anunciar, no parlamento, a 04 de julho, que até final do ano será lançado o concurso para a elaboração do projeto”.

Esta posição surge em resposta a questões colocadas por presidentes de câmara e deputados socialistas eleitos pelo círculo de Leiria, que vão viajar na quinta-feira de comboio entre as Caldas da Rainha e Entrecampos (Lisboa) numa ação que pretende alertar para a necessidade de modernização daquela linha.

Em declarações à agência Lusa, Margarida Marques, ex-secretária de Estado dos Assuntos Europeus e cabeça de lista do PS nas últimas legislativas pelo círculo de Leiria, afirmou que a ação pretende alertar o Governo para a “urgente” modernização da linha ferroviária do Oeste.

“A linha ferroviária do Oeste precisa de ser eletrificada, de ter novo material circulante e de um novo sistema de sinalização. Estes projetos foram adiados ao longo dos últimos anos, mas têm de ser implementados já”, salientou a deputada socialista.

Nesta ação, os presidentes de câmaras socialistas, os deputados do PS do círculo de Leiria e da região do Oeste, bem como dirigentes partidários nestas zonas do país, partem de comboio da estação das Caldas da Rainha pelas 13:15.

Apesar da viagem de comboio só ser de 75 quilómetros, os deputados só chegarão à estação de Entrecampos, em Lisboa, duas horas e meia depois, o que, segundo Margarida Marques, “atesta o estado de abandono desta via ferroviária”.

Quando chegarem a Lisboa, os deputados, presidentes de Câmara e dirigentes do PS serão recebidos por elementos do gabinete do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here