publicidade

Os atletas de Torres Vedras, Marcelo Salvador e Diogo Sardinha, foram os 6º e 8º melhores atletas Sub-23 em prova, respectivamente.

A Sicasal-Constantinos-Delta Cafés esteve em competição na 39ª edição do Grande Prémio Internacional Abimota, uma das mais carismáticas e antigas provas nacionais de ciclismo, que cruzou meio Portugal entre os dias 13 e 17 de Junho

Em dia de Santo António, Lisboa recebeu a primeira etapa da prova com um contra-relógio por equipas que deram um colorido diferente às avenidas da capital, numa iniciativa inédita em 39 edições do evento. Os 120 ciclistas das 15 equipas participantes faziam assim o aquecimento para os restantes 580 quilómetros de prova, distribuídos por mais quatro exigentes etapas disputadas entre as zonas da beira baixa e beira litoral do país.

Com 8 atletas em prova, a equipa da Academia Joaquim Agostinho apresentava-se determinada em dar seguimento às boas prestações das duas anteriores competições disputadas e o resultado não podia ser mais positivo. De uma enorme união e espírito de sacrifício resultou o melhor desempenho de toda a época, apenas interrompido pelo resultado menos positivo da última etapa.

Equipa que iniciou a prova

Até ao quarto dia a equipa esteve sempre muito bem posicionada e até se envolveu em várias iniciativas de fuga que resultaram na passagem em dois pontos de contagem intermédia no top 3, com Iúri Leitão em 2º numa ocasião e Miguel Salgueiro em 3º noutra.

Mas foi nas etapas 2 e 3 que equipa atingiu o seu melhor rendimento, com as excelentes prestações de Daniel Silva, Marvin Scheulen, Marcelo Salvador e Diogo Sardinha a cotarem a equipa como a 7ª melhor em prova nesse período, superiorizando-se a várias formações profissionais. A equipa mostrou grande evolução e viria a entrar na quinta e última etapa com 7 atletas em prova, com destaque para o estreante Tiago Henriques que resistiu entre a elite do pelotão nacional durante 4 exigentes dias de competição.

No entanto, algum cansaço acumulado apanhou desprevenidos vários atletas da equipa, que viriam a ser desclassificados já que o limite permitido de chegada era apenas 10% mais que o tempo do primeiro classificado.

Na classificação final apenas figuraram 61 atletas, entre os quais, Marcelo Salvador que acabou como o elemento mais regular da equipa de Torres Vedras na 32ª posição, e Diogo Sardinha que confirma assim o seu grande momento de forma, tendo terminado em 37º da geral. Ambos foram os 6º e 8º melhores atletas Sub-23 em prova, respectivamente.Para Hélder Miranda, director desportivo da equipa “a corrida foi muito dura, tanto ao nível do percurso como pelas altas temperaturas que se fizeram sentir. Esta era já a nossa terceira semana seguida de competição e tinha algum receio do cansaço acumulado pelos atletas. No entanto a prestação foi muito positiva entrando para a última etapa com sete atletas em prova. Com a alta velocidade do dia de hoje o cansaço apareceu obrigando o Tiago a abandonar. Agora temos quatro dias de repouso para no próximo fim de semana tentarmos a sorte nos campeonatos nacionais, um dos objectivos da época”

Créditos de Imagem: José Sardinha

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.