Granizo causa prejuízos em pomares de pera rocha em freguesia do Cadaval
publicidade

O granizo ocorrido na semana passada provocou prejuízos em 120 hectares de pomares de pera rocha no Cadaval, distrito de Lisboa, deixando os agricultores com quebras na produção de 95%, alertou hoje o deputado do PS João Nicolau.

O deputado, que se reuniu com agricultores da freguesia de Lamas e Cercal e com a Associação dos Produtores Agrícolas da Sobrena, disse à agência Lusa que se registaram “estragos provocados pela queda abrupta de granizo que teve lugar no início da passada semana”.

João Nicolau adiantou que existem quebras na produção superiores a 95% e que se estima que 120 hectares de pomares, com uma produção de mais de três mil toneladas, “tenham sido afetados”.

Para o deputado, “é necessário apoiar os afetados de alguma forma” e que, por sua vez, estes reportem os prejuízos à Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo (DRAP-LVT) nesse sentido.

O socialista defendeu que as “situações climatéricas extremas vêm reforçar a importância e a necessidade da contratualização de seguros de colheita”, já que podem ser financiados até 60% através do Programa de Desenvolvimento Rural 2020.

A pera rocha é produzida (99%) nos concelhos entre Mafra e Leiria, sendo os de maior produção os do Cadaval e Bombarral.

Existe uma área de produção total estimada em 11 mil hectares.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here