publicidade

A Organização de conservação ambiental de Torres Vedras, Guardião do Oceano, denunciou ontem, através das redes sociais, para uma “lixeira a céu aberto em plena floresta na zona de Torres Vedras“.

Na publicação, a organização alerta para o facto do lixo que é deixado no mato poder estar na origem de muitos incêndios em Portugal que poderiam ser evitados caso as pessoas não tivessem este tipo de comportamento.

“Incêndios em Portugal: Porquê? A explicação parece óbvia, mas ainda há quem não perceba”, reflete a organização.

Neste breve exemplo demonstramos, uma vez mais, a existência de uma lixeira a céu aberta repleta de produtos inflamáveis. Óleos, isqueiros, tintas, combustíveis, madeiras, borrachas… nada falta neste monte de lixo deixado em plena floresta na zona de Torres Vedras“, pode ler-se num conjunto de fotografias publicadas pelo Guardião do Oceano nas redes sociais.

Confrontada por um internauta que frisa que um “isqueiro ou fósforo não se acende sozinho, a organização alerta: “Sem dúvida! Apenas destacamos que a presença de todos estes resíduos propícia ainda mais a propagação do incêndio“.

Veja as imagens:

publicidade

Artigo anteriorMuseu do Ciclismo Joaquim Agostinho celebrou primeiro aniversário
Próximo artigoSeis carros alegóricos e um monumento aos 100 anos de Carnaval de Torres Vedras
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui