publicidade

O Centro “tem como objetivo a divulgação e difusão do conhecimento e da investigação nos domínios do mar e das zonas costeiras”.

Esta quarta-feira, dia 1 de fevereiro, a Câmara Municipal de Torres Vedras inaugurou o Centro para a Sustentabilidade do Mar e Zonas Costeiras no antigo posto da guarda-fiscal de Porto Novo.

O centro vai assentar toda a sua atividade na capacitação dos estudantes para os conceitos mais recentes e as estratégias, técnicas e métodos mais inovadores de literacia oceânica e costeira; na promoção da investigação nos domínios do mar e das zonas costeiras através do acolhimento de estudantes de mestrado e doutoramento; no acolhimento de ações de educação-ação e de programas de sensibilização e educação cívica e ecológica nas áreas temáticas da conservação da biodiversidade e dos ecossistemas costeiros, assim como do património e da cultura marítima.

A autarquia pretende transformar este centro num “polo de literacia oceânica e costeira”, sendo a coordenação científica e técnica da responsabilidade da Universidade Nova de Lisboa, através da Faculdade de Ciências e Tecnologia, nomeadamente para as ações de formação e de investigação nos domínios do mar e das zonas costeiras.

O centro de investigação de suporte é o ARNET/ MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

Outro dos eixos passa também por partilhar conhecimento relativo à valorização e conservação dos recursos costeiros e ao património natural e cultural do litoral do concelho.

A intervenção custou 216 mil euros, dos quais 170 mil euros foram financiados pelo Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e da Pesca, através de uma candidatura apresentada pelo Grupo de Ação Local ecoMar.

publicidade

Artigo anteriorO que é o crédito consolidado e porque é uma opção viável?
Próximo artigoUso de moedas e notas diminui em Portugal
Agência Lusa
A Lusa é a maior produtora e distribuidora de notícias sobre Portugal e o mundo, em Língua Portuguesa. A Lusa acompanha a atualidade nacional e internacional a cada segundo, e distribui informação em texto, áudio, foto e vídeo. A rede Lusa de correspondentes cobre geograficamente todo o país e está presente em 29 de países do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui