publicidade

A Câmara Municipal de Torres Vedras encontra-se, desde 2014, a dinamizar o projeto Romed2 enquanto entidade parceira convidada, promovendo algumas atividades em parceria com a comunidade cigana local.

Neste sentido, e procurando dar continuidade ao trabalho em curso, o Município de Torres Vedras realizou o segundo encontro Viver o Romed nos dias 22 e 23 de setembro. Este evento incidiu sobre a temática da “educação, formação, emprego e cultura”, incluindo no respetivo programa um período mais formativo e outros momentos de caráter mais lúdico.

No primeiro dia do encontro foram apresentadas boas práticas e projetos/metodologias de trabalho, em desenvolvimento nos municípios de Torres Vedras e do Seixal. Foram também abordadas as principais problemáticas da comunidade cigana de Torres Vedras (com base no Estudo Nacional sobre as Comunidades Ciganas e no Diagnóstico da População Cigana Residente em Torres Vedras), tendo depois sido votadas e discutidas, em dinâmicas conjuntas, algumas estratégias de intervenção para colmatar as necessidades identificadas. Houve ainda oportunidade para a visualização de 5 episódios relativos à Campanha “Latchim Sastipen” (Boa Saúde), promovida pela Associação Letras Nómadas.

Neste workshop participaram alguns elementos da comunidade cigana torriense, técnicos de entidades locais e representantes de vários municípios do país, para além da vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara Municipal de Torres Vedas, Ana Umbelino, e de responsáveis ligados à integração e participação das comunidades ciganas, nomeadamente Marcos Andrade (Manager do Programa Romed), Bruno Gonçalves, Olga Mariano, Luís Romão e João Seabra (formadores do Conselho da Europa). Para assistir à divulgação das conclusões resultantes das dinâmicas participativas, bem como para lançar alguns desafios aos participantes, esteve também presente a secretária de estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino.

O segundo dia do encontro incluiu ações de relevante importância para a cultura cigana, tendo a primeira sido a apresentação pública do documentário “A Experiência Romed em Portugal”, da autoria de Tiago Cravidão, na qual estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, e o representante do Alto Comissariado para as Migrações, Carlos Nobre.

Posteriormente, no claustro do Convento da Graça, teve lugar um jantar com gastronomia cigana (que incluiu o característico feijão guisado com bacalhau frito), recheado de variados apontamentos culturais. Durante todo o jantar esteve patente uma instalação artística da autoria de Olga Neves, que desafiava os convidados a interagirem com a mesma. As performances artísticas apresentadas na ocasião, que passaram pelo canto, teatro e dança, foram interpretadas por algumas associações locais e por elementos da comunidade cigana, maioritariamente provenientes da igreja evangélica de Filadélfia (de Torres Vedras e de Casal do Marco).

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.