publicidade

Nos dias 5 e 9 deste mês a equipa de Torres Vedras participou na 26ª Volta a Portugal do Futuro, a mais importante competição em Portugal para ciclistas sub-23.

Terminou com uma grande vitória de Iúri Leitão em Santarém a participação da Sicasal-Constantinos- Delta Cafés na 26ª Volta a Portugal do Futuro, prova de seis etapas disputada entre os dias 5 e 9 deste mês de setembro.

Para a mais importante competição em Portugal para ciclistas sub-23, a equipa de Torres Vedras partia determinada em alcançar algo de muito positivo e o primeiro dia de competição esteve muito perto da perfeição. Marvin Scheulen esteve na discussão da etapa que viria a terminar na segunda posição e fruto da vitória numa meta de montanha e passagem em segundo em outras duas, subiu ao pódio para envergar a camisola castanha, símbolo de líder dos trepadores.

Marvin de Castanho com o treinador Helder Miranda e o ex-ciclista Rui Sousa

Para o segundo dia aguardava-se a etapa rainha da prova, com uma subida final aos 1200 metros do Alto do Colcurinho, na Serra do Açor. Com Iúri Leitão a vencer todas as metas volantes do dia, a jornada até parecia de feição para a formação torriense, mas Marcelo Salvador que já havia partido para a etapa inferiorizado fisicamente, acabou por não resistir e abandonou a prova prematuramente quando era a principal aposta da equipa para disputar os lugares cimeiros da classificação geral.

Com esta baixa inesperada, havia que levantar a cabeça e partir à conquista de outros objetivos que ainda estavam ao alcance. Na terceira etapa Francisco Morais vence a primeira meta volante do dia e Miguel Salgueiro segue com Daniel Silva à procura da disputa pela vitória, acabando ambos a apenas 6 segundos do objetivo. Mas com a colaboração do incansável Marvin o desempenho coletivo cotou-se como terceiro mais rápido da jornada, sendo o melhor entre as equipas portuguesas.

Salgueiro e Leitão- A felicidade da vitória é acompanhada pela emoção da mãe de Iúri

O quarto dia de competição começou com uma curta etapa de 80 quilómetros que levou os atletas até á vila alentejana de Castelo de Vide, local onde à tarde se viria a disputar um contrarrelógio individual.

Iúri Leitão terminou a corrida matinal na segunda posição após acesa discussão com Francisco Campos pela meta final, naquela que foi a sua primeira tentativa de alcançar a tão desejada vitória para a equipa.

No contrarrelógio da tarde Diogo Sardinha registou o 13º melhor tempo, concluindo o exercício em 14 minutos. Com este resultado subiu ao 16º lugar da geral, posição na qual viria a terminar a competição.

Ao 6º e último dia chegaria a tão ambicionada vitória. Marvin Scheulen andou sempre na frente da corrida e na abordagem à meta em Santarém a equipa fez um trabalho sem máculas, concluído com

Equipa à partida para o segundo dia de prova

Miguel Salgueiro a lançar Iúri Leitão para o sprint vitorioso que deixou toda a comitiva torriense em grande clima de emoção. Visivelmente satisfeito, o atleta Vianense relembrou que “nada se alcança sem muito trabalho, persistência e grande espírito de equipa” aproveitando para dedicar o triunfo ao companheiro Marcelo Salvador que foi obrigado a abandonar a prova demasiado cedo.

Iúri terminou a prova como “rei” das metas volantes ao vencer 4 das 13 contagens intermédias em disputa ao longo das seis etapas, mas ainda assim ficou a 15 pontos da conquistar a desejada camisola preta dos pontos, terminando na segunda posição. Daniel Silva foi o atleta com melhor desempenho na equipa torriense, finalizando a prova na 12º posição a 2 minutos e 51 segundos do vencedor.

Com este resultado o ciclista algarvio ocupou o terceiro lugar na luta pela camisola laranja da juventude.

Créditos de Imagens: Paulo Maria | Podium events

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.