O Santa Cruz Ocean Spirit powered by Blue já conhece os primeiros campeões. Neste segundo dia de festival, a decorrer na Praia do Centro, em Santa Cruz, ficaram hoje concluídos o Campeonato Nacional Pro Junior, o Campeonato Nacional de SUP Wave, o Internacional de Skimboard e o Spirit Skim Girls.

No que respeita ao circuito que apura o campeão nacional na categoria de sub-20, os grandes vencedores foram os surfistas Tomás Fernandes e Carol Henrique. Depois de ter vencido a etapa do Porto, o surfista da Ericeira venceu em Santa Cruz, com um score total de 14,3 pontos em 20 possíveis, sagrando-se assim bi-campeão Pro Junior. “Nunca tinha sido bi-campeão em nenhuma categoria, por isso não podia estar mais contente. Vim aqui para ganhar e foi esse o desfecho. Sinto-me concretizado. Cumpri os meus objetivos. Os meus adversários surfaram muito bem, foi uma prova muito difícil, por isso não podia estar mais contente”, disse Tomás Fernandes, que está a competir pelo último ano no campeonato Pro Junior Nacional. Entretanto, o surfista da Ericeira segue para os Estados Unidos já na quarta-feira, para competir no US Open of Surfing em Huntington Beach. Na bateria final deste Pro Junior Nacional, o segundo lugar coube a João Kopke, com 12,9 pontos, o terceiro ficou para Guilherme Fonseca com 11,8 pontos e em quarto lugar ficou Luís Perloiro com 8,5 pontos.

Nas senhoras, foi Carol Henrique que levou a melhor, sobre Camilla Kemp (2.º), Mariana Garcia (3.º) e Inês Bispo na final. A atleta que tinha ficado em 4.º lugar na primeira etapa no Porto, consegue assim sagrar-se campeã nacional Pro Junior, em Santa Cruz, depois da eliminação precoce da vencedora da primeira etapa, Mariana Assis.

“Estou muito feliz. A primeira etapa foi bem difícil, o mar estava bem complicado. A Mariana [Assis] achou uma onda boa e ganhou, mas eu não desisti. Eu queria vencer, e estou muito feliz de alcançar o meu objetivo”, conta a surfista brasileira de 20 anos que está a residir em Portugal. Com família portuguesa da parte do pai, Carol mudou-se de Saquarema, Rio de Janeiro, para Portugal, respondendo a um desafio do irmão, Pedro Henrique, que está no nosso país há 4 anos. “Eu competia no Brasil e ele disse-me que viesse para cá porque iria evoluir e podia treinar com ele. E assim foi, estou muito contente de ter vindo”, diz ainda.

Quanto a Santa Cruz, Carol confessa que é uma onda que lhe traz boas recordações. “No ano passado, foi aqui o meu primeiro campeonato em Portugal e fiquei em 4.º. Gosto muito desta onda, é uma onda com a qual me identifico. E depois aqui há sol, pessoas muito animadas. Este festival é demais”, conclui a surfista que está atualmente em 3.º lugar na Liga Moche e a correr o circuito Pro Junior Europeu, por Portugal.

Quanto à segunda etapa do Campeonato Nacional de Sup Wave, que decorreu durante a manhã de hoje, o primeiro lugar coube a Rui Fialho, numa final em que defrontou Diogo Queimadas (2.º), Pedro Casqueira (3.º) e João Brogueira (4.º). “Correu bastante bem! Antes de começar a prova, nem tinha apanhado boas ondas, mas depois consegui apanhar. Descobri ali um agueiro, que os outros atletas não tinham visto, e consegui apanhar ondas mais compridas até à areia. Foi isso que ajudou”, comentou Rui Fialho. Para o atleta é importantíssimo que Santa Cruz acolha este campeonato, porque “o SUP é o desporto que está a evoluir mais rapidamente”. “O surf está na moda, mas em tempo de evolução, o SUP está a ser mais rápido. Até porque envolve diferentes tipos de atividade: passeio, corrida, ondas”, conclui.

Depois da entrega de prémios de surf e SUP, por volta da hora de almoço, arrancaram as baterias finais do Internacional de Skimboard e do Spirit Skim Girls. Os grandes vencedores foram consagrados na piscina do evento, por volta das 17h.

Quanto ao Internacional de Skimboard, um evento organizado pela Associação Sealand Santa Cruz, por Carlos Dias e José Costa e que reúne atletas oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, França e Estados Unidos, o grande vencedor do Open Masculino foi Ricardo Dias. Na final, Afonso Ruiz ficou com o 2.º lugar, João Pedro Guerreiro em 3.º e Béryl Besseau em 4.º.

Na categoria “Masters”, o vencedor foi José Costa, ficando Artur Costa em 2.º lugar, Nuno Dias em 3.º, e Sergio Gil “Shein” em 4.º. Em sub-14, a vitória coube a João Luz. Em 2.º ficou Bernardo Crespo, em 3.º Francisco Barreto e em 4.º André Laureano. Quanto aos sub-18, Francisco Vitoriano levou o 1.º prémio, seguindo-se Vasco Jordão (2.º), Gonçalo David (3.º) e Duarte Jardim (4.º). Durante o dia de hoje, os heats decorreram em dois palanques, para que ficasse concluída em pouco mais de duas horas, dando tempo ainda para a realização de Expression Sessions.

Nas senhoras, a grande vencedora da terceira edição do Spirit Skim Girls – um evento que contou com 12 inscritas, oriundas de Portugal, Espanha, Polónia e Havai, – foi mesmo esta última. A havaiana Keiao Bucasas levou o 1.º lugar, numa final em que o 2.º lugar ficou para a várias vezes campeã nacional Sofia Lewis Lopes, o 3.º para Maria “Pipa” Pinto, e o 4.º para Sara Curado.

Amanhã há mais!

A partir de amanhã, decorre a World Waveski Surfing Cup, que reúne os melhores do mundo nesta modalidade, e que conta com a organização do World Waveski Surfing Associated e da Federação Portuguesa de Canoagem. Entre os inscritos para a prova – que tem chamada marcada para as 8h da manhã – estão atletas como os campeões do mundo Clement Gilbert e Virgile Hubert, ou ainda o vencedor da Taça do Mundo que decorreu em Santa Cruz em 2014, Maxime Gaborit.

À tarde arranca o European Kayaksurf Championship, a prova europeia da modalidade, que decorre até dia 24, sexta-feira. Esta prova conta com a presença de atletas como, por exemplo, o campeão do mundo Edu Etxeberria, ou os membros da equipa basca de kayaksurf que recentemente se sagraram campeões do mundo em Pantin. A competir nas duas provas estarão os portugueses Alberto Miguel, Carlos Dionísio, Bruno Melo, ou Paulo Simões, entre outros.

Noite de festa com os Mundo Secreto

Entretanto, ontem, a segunda noite do festival recebeu quase 8 mil pessoas para receber, a partir das 22h30, o DJ Campina, seguindo-se, a partir da meia noite, os Mundo Secreto. A noite terminou com Telmo Pereira no palco principal. Hoje, a festa faz-se no Palco Blue, a partir das 18h30 com o DJ Thrasher. O artista muda depois, a partir das 22h30, para o Palco Principal, para aquecer o ambiente para que o público receba, à meia noite, os Karetus. A tripla da música eletrónica criada em 2010, apresenta uma diversidade musical, com formação eclética fortemente marcada pela bass music. A partir da 1h30, o DJ Guga fica responsável por fechar esta noite.

O Santa Cruz Ocean Spirit 2015 é uma organização da Associação Ocean Spirit e da Câmara Municipal de Torres Vedras, com o patrocínio principal da Blue.
O evento conta ainda com os seguintes patrocinadores: Montepio e Água do Vimeiro. A rádio oficial é a Mega Hits e a televisão oficial a Fuel TV.

Como apoio à divulgação o evento conta com: Grafivedras, Kayaksurf.net, Portal Aventura e Vert. A Psysioclem, R Power e Valorsul também apoiam esta 9.ª edição do Santa Cruz Ocean Spirit. Produtos oficiais Effect.

Informação sempre atualizada e disponível em:
www.oceanspirit.pt
www.facebook.com/oceanspirit.pt
www.youtube.com/santacruzoceanspirit

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here