publicidade

Foi com muito sol, calor e boas ondas que a praia da Vigia, em Santa Cruz, recebeu a segunda etapa do Circuito Nacional de Bodyboard, que decorreu nos dias 5 e 6 de Maio.

Este fim-de-semana Santa Cruz recebeu a 2ª etapa do Circuito Nacional de Bodyboard e já são conhecidos os vencedores: Ricardo Rosmaninho na categoria OPEN, Hélio Conde na categoria Dropknee e Joana Schenker na categoria Feminina.

“É um grande regresso. Santa Cruz tem uma boa onda para o bodyboard e quando esta prova deixou de passar por aqui foi pena… portanto, sejam novamente bem-vindos e espero que fiquem desta vez [risos]”, afirmou Joana Schencker.

Campeã nacional, europeia e mundial (a primeira e única portuguesa a alcançar o feito), Joana Schencker já tinha vencido a primeira etapa desta época, na Costa de Caparica, e chegou a Santa Cruz para conseguir o mesmo.

Na final, contra Mariana Rosa, Teresa Almeida e Teresa Padrela, foi a bodyboarder que conseguiu apanhar as melhores ondas e fazer as melhoras notas do heat, um 7.33 (em 10 possíveis) e um 7.17, somando uma pontuação total de 14.50 (em 20 possíveis), contra os 11.44 de Mariana, que terminou em segundo lugar, os 10.40 de Teresa Almeida e os 8.76 de Teresa Padreia, terceiro e quarto lugares, respectivamente.

Na competição de Dropknee Hélio Conde deu conta do recado. Contra Luís Pereira (Porkito), Zé Gabriel Costa e Nuno Neto, o atleta de Peniche rolou e ganhou, com uma pontuação total de 11.57, deixando Zé Gabriel com 10.50, Porkito com 9.50 e Nuno Neto com 3.47.

“Está difícil. Os atletas são muito fortes, o que é bom para elevar o nível e puxar por mim também. As ondas estavam muito boas, foi um excelente campeonato e queria agradecer a todos e à Sealand pelo trabalho que tem vindo a desenvolver estes anos todos. Já venho cá desde miúdo e também costumo trazer aqui os meus alunos para treinar”, afirmou Hélio Conde.

Já no OPEN, coube a Ricardo Rosmaninho subir ao pódio. Até chegar à final, foi o atleta da Póvoa de Varzim quem fez a nota mais alta de todo o campeonato, quando nos oitavos-de-final recebeu um 9.67 numa manobra. Na final, o bodyboarder de 19 anos não fez por menos. Já ia na frente de Manuel Centeno, Hugo Pinheiro e Dino Carmo quando ainda a poucos minutos do fim entra na onda, faz um rolo e aterra na perfeição. 14.60 foi a nota final, contra Manuel (2º), Dino (3º) e Hugo (4º), que andaram numa disputa renhida pelo segundo lugar, acabando a bateria com 11.83, 11.30 e 11.26, respectivamente.

“No verão passado estive aqui no europeu e fiquei em 2º lugar. Foi nesta mesma praia. Gostei muito e há muito boas ondas aqui. Hoje o mar diminuiu um pouco, mas as condições estavam perfeitas e acho que os atletas estiveram muito bem. Vi que o heat estava renhido e quis garantir o resultado e consegui uma boa onda –  uma onda de oito pontos que me trouxe até à final”, sublinhou Rosmaninho.

Esta foi a segunda paragem do Circuito Nacional de Bodyboard, que se prepara agora para ir até Peniche. Já as meninas vão até Ílhavo para a terceira etapa, no dia 30 de Julho.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here