publicidade

A Misericórdia de Óbidos, em parceria com a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) e com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos, vai realizar as Jornadas de Museologia nas Misericórdias dedicadas ao tema “Património Imaterial: Semana Santa”.

A realizar-se no próximo dia 06 de maio em Óbidos, a terceira edição desta iniciativa pretende promover uma reflexão crítica e científica sobre o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nesta área pelas Misericórdias, com o objetivo de avaliar os constrangimentos e definir a intervenção futura nos museus.

O Diretor do Gabinete do Património Cultural da UMP, Mariano Cabaço, realça a importância deste debate no contexto das Misericórdias, reforçando que “temos consciência que a apresentação e divulgação do nosso património museológico será tão mais eficaz e apreciada, quanto mais corretos e adequados forem os princípios científicos e pragmáticos que adotarmos”.

O tema em debate nas Jornadas de Museologia – “Património Imaterial: Semana Santa” – pretende aprofundar o contributo das procissões na museologia, especialmente na promoção da função social dos museus, no seguimento da recomendação da UNESCO, que destaca o papel dos museus nas sociedades atuais como espaço de encontro e instrumento de promoção da inclusão social e da diversidade cultural.

As procissões, que têm vindo a ganhar maior expressão na última década, têm não só integrado peças musealizadas, como têm vindo a contribuir para a recuperação de objetos variados que estavam esquecidos ou em desuso, promovendo uma interação com a comunidade e inclusive fomentado o turismo religioso.

Nesse âmbito, estas Jornadas pretendem reforçar o contributo do património das Misericórdias como uma valiosa herança cultural que importa respeitar, valorizar e transmitir à sociedade e às gerações futuras e que também constitui um dos maiores atrativos turísticos que importa potenciar.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.