publicidade

“Não há dúvida de que o Oeste precisa de uma Unidade de Cuidados Intensivos, assim como de um novo hospital”, disse o Ministro da Saúde, ontem em Torres Vedras.

Nesta segunda-feira, 21 de novembro, o ministro da Saúde, Manuel Pizarro esteve em Torres Vedras para receber o relatório final do Estudo sobre o Futuro da Política Pública da Saúde do Oeste. Manuel Pizarro referiu que a localização do novo hospital para a região Oeste vai ser tomada até março de 2023.

O relatório aborda a localização e caraterização das valências do futuro hospital do Oeste bem como os impactos sociais e económicos e as soluções para os polos do atual Centro Hospitalar do Oeste.

“O compromisso que assumi é que o Ministério da Saúde vai naturalmente estudar exaustivamente este estudo, avaliar elementos complementares que venham a revelar-se úteis e tomar uma decisão sobre a localização da construção do futuro hospital do Oeste e o seu perfil funcional, tendo como limite o final do primeiro trimestre de 2023”, afirmou Manuel Pizarro aos jornalistas.

Segundo a agência Lusa, “o governante equacionou a hipótese de se avançar para uma parceria-público privada “para a construção e manutenção do hospital” e, nesse cenário, o projeto “não necessita de qualquer verba do Orçamento de Estado”, tranquilizando os autarcas em relação à eventual falta de verbas para o projeto no Orçamento de Estado para 2023”.

“Não há dúvida de que o Oeste precisa de uma Unidade de Cuidados Intensivos, assim como de um novo hospital”, sublinhou.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here