publicidade

No dia 15 de Maio, integrada na Taça Academia Joaquim Agostinho – Euphoric Challenges 2016, realizou-se a Maratona da Silveira.

Mesmo tendo sido adiada para este passado domingo, cedo se revelou como a decisão acertada. Esta decisão denota uma grande responsabilidade e maturidade organizativa uma vez que as condições de segurança não estavam de todo reunidas. De facto, é um ponto muito positivo não privilegiar a realização a todo custo deste evento em detrimento da segurança dos atletas, bem como, de uma experiência única, uma vez que um dos objetivos deste evento é honrar a memória de Joaquim Agostinho.

Mal cheguei ao local de partida, rapidamente senti o envolvimento e a mística que o nome Joaquim Agostinho representa para todos aqueles que ali vivem (e não só!). Desde t-shirts e bandeiras às atividades lúdicas ao longo do percurso, tudo nos transportava até à imagem deste herói. Um verdadeiro ícone!

As estruturas e sinalizações estavam impecavelmente montadas, os pontos de abastecimento e controlo bem identificados, as zonas de lavagens e banhos bem mantidas e equipadas…. Atrevo-me a dizer, que a junção de todos os fatores qualitativos que pude observar, transmitiram uma imagem de que ali se realizava algo bem maior que uma simples maratona, realizava-se, sim, uma verdadeira festa em que todas as partes desfrutaram imenso de um dia especial.

Quando alinhámos para a partida, não consegui acreditar na quantidade de atletas que me circundavam, pelos números disponibilizados pela organização, eram 860! E como se isso não bastasse, foi cumprido um minuto de silêncio em honra de Joaquim Agostinho que teve como som de fundo o tocar dos sinos da Igreja da Silveira, foi verdadeiramente arrepiante!

Passado o minuto de silêncio, foi extremamente emocionante e comovente ouvir.

Sem dúvida, uma maratona a repetir! O acolhimento foi fantástico, o percurso era igualmente fantástico presenteando os atletas com uma diversidade de trilhos, de terrenos e de paisagens sem igual! Foi uma verdadeira festa em que foi bem honrada a memória de Joaquim Agostinho!

Muito mais que o perpetuar de uma data, foi uma grande festa, Agostinho Sempre!

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here