publicidade

Os maiores prejuízos registaram-se em infraestruturas municipais, atividades económicas, equipamentos municipais e habitação.

A Câmara Municipal de Loures contabilizou cerca de 32 milhões de euros de prejuízos decorrentes do mau tempo verificado em dezembro, de acordo com um balanço enviado hoje à agência Lusa pela autarquia do distrito de Lisboa.

De acordo com fonte oficial da Câmara Municipal de Loures, este foi o valor final apurado e comunicado à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT). Os maiores prejuízos registaram-se em infraestruturas municipais (22 milhões), atividades económicas (7 milhões, que foram registados em 124 empresas, tendo os empresários recebido um apoio de 352 mil euros da autarquia), equipamentos municipais (3 milhões) e habitação (140 mil).

Em dezembro, sobretudo nos distritos de LisboaSetúbalPortalegre Santarém, a chuva intensa persistente fez-se sentir bastante, o que provocou inundaçõesdanos em habitações e comércioquedas de árvorescortes de estradas e uma vítima mortal. De acordo com um balanço feito nesse mês, o presidente da Câmara Municipal de LouresRicardo Leão (PS), apontava para uma estimativa de prejuízos de cerca de 36 milhões de euros.

No concelho de Loures, a Baixa de Loures, a Flamenga Frielas foram as zonas mais afetadas pelo mau tempo de dezembro, com a chuva forte e o transbordo da ribeira de Odivelas (que continua em Louresa inundar as zonas envolventes da Estrada Nacional 8. Entre os dias 07 e 15 de dezembro, a Proteção Civil contabilizou 88 desalojados naqueles distritos.

Governo visitou alguns locais afetados e pediu um levantamento dos danos, no limite, até 15 de janeiro, para agilizar mecanismos de apoio.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here