Meio milhão de visitantes fizeram do Carnaval de Torres Vedras um sucesso
publicidade

O Carnaval de Torres Vedras regressou de 21 a 26 de fevereiro para uma edição que teve como tema “Magia & Fantasia”. Durante seis dias de folia, as ruas da Cidade foram invadidas por cerca de meio milhão de visitantes que quiseram fazer parte daquele que é o “Carnaval mais português de Portugal”.

Corso Escolar abriu os festejos na sexta-feira, reunindo cerca de 6300 crianças e jovens, acompanhados por aproximadamente mil auxiliares e professores. Elfos, coelhos, fadas, feiticeiros e todas espécies de seres mágicos desfilaram durante a manhã, revelando o trabalho e criatividade de 72 estabelecimentos de ensino do Concelho.

Nunca é tarde para brincar ao Carnaval e por essa razão mais de mil seniores de Torres Vedras, Lourinhã, Sobral de Monte Agraço, Alenquer e Mafra participaram no Baile de Máscaras Tradição, na tarde de sexta-feira. Cerca de 470 mascarados em 19 grupos participaram no concurso de grupos de mascarados, realizado no decorrer do baile, que teve como vencedor o grupo do Lar de São José, em Torres Vedras.

Foi ainda neste dia que decorreu um dos momentos mais aguardados pelos foliões torrienses. Milhares de pessoas concentraram-se junto à Estação Ferroviária de Torres Vedras para receber Suas Altezas, que depois entronizadas receberam das mãos do presidente da Câmara Municipal as chaves da Cidade.

Corso Noturno de sábado deu a conhecer o trabalho dos 38 grupos que integraram o Concurso de Grupos de Mascarados. A criatividade e originalidade dos cerca de dois mil participantes foi avaliada pelo público, pela Real Confraria do Carnaval de Torres e pelos próprios grupos, elegendo, assim, os vencedores do concurso, anunciados pela primeira vez no corso de terça-feira.

Já na segunda-feira, noite de Corso Trapalhão, foi a vez de saírem à rua os carros espontâneos e de 54 matrafonas subirem à passerelle do Concurso de Matrafonas. Bruno Matos foi o grande vencedor, seguido de Miguel Coelho e João Capote, em 2.º e 3.º lugar, respetivamente. Este ano foi também atribuído o título Miss Juventude a Martim Rodrigues e Miss Madura a Gilberto Fonseca.  

Quanto aos corsos diurnos, domingo e terça-feira foram sinónimo de enchente, com milhares de foliões a irem até à Cidade para ver os carros alegóricos, grupos de mascarados, cabeçudos e Zés Pereiras, carros espontâneos e Tó’Candar Paladin. No corso de terça-feira foram ainda anunciados os vencedores do Concurso de Grupos de Mascarados:

  • Prémio Real Confraria:

          “Beija-me e verás”

  • Prémio do Público:

         1º lugar: “Era uma vez”

         2º lugar: “As Bitentes”

         3º lugar: “Espelh’ó Beldades”

  • Prémio dos Grupos:

         1º lugar: “Era uma vez”

         2º lugar: “Ar d’ Cus doridos”

         3º lugar: “Magia para totós”

A animação noturna esteve garantida de sexta a segunda-feira, com os DJ’s a fazerem dançar a multidão na Praça Machado Santos e Praça Sagres. Na Praça Paladin e na Praça Dr. Alberto Avelino também não faltou música nas noites de sábado e segunda-feira. Toy e Tio Jel foram os artistas convidados pelo Arraial Fest para atuarem na Praça Dr. Alberto Avelino.

Esta edição do Carnaval de Torres Vedras contou com o reforço da segurança, através do alargamento do recinto do evento e do aumento do número de câmaras de videovigilância, medidas que permitiram melhorar a circulação de pessoas no recinto e a velocidade de resposta das forças de segurança e socorro. Ao longo do evento estiveram no terreno 606 elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP), a que se juntaram outros agentes de segurança e socorro como a Guarda Nacional Republicana (GNR), a Prosegur, a Cruz Vermelha Portuguesa – Torres Vedras, os Bombeiros Voluntários de Torres Vedras, o Centro Hospitalar do Oeste e o Centro de Saúde de Torres Vedras.

As preocupações com o ambiente e a sustentabilidade marcaram esta edição. Além do trabalho em torno da sensibilização ambiental e da educação para a sustentabilidade, este ano o evento associou-se ao movimento inédito #DeclareAção e ao movimento Loving the Planet. A estas medidas somaram-se muitas outras, como a existência de mochileiros de água, do Eco Copo e de ecopontos humanos e o facto de o Carnaval de Torres Vedras ser um Eco Evento Valorsul.

Imagem: Câmara Municipal de Torres Vedras

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here