Milhares de foliões na inauguração do Monumento ao Carnaval de Torres Vedras
publicidade

Um Vasco Santana como apresentador, um cabeçudo a homenagear o Corneta e ainda um vinho oficial do Carnaval de Torres Vedras. A inauguração do Monumento foi repleta de surpresas.

O programa do Carnaval de Torres Vedras arrancou oficialmente, este sábado, com a inauguração do Monumento ao Carnaval. A Praça da República não foi suficiente para acolher os milhares de foliões, que não quiseram perder a inauguração da obra que se intitula “Grande Galo, Zé”. Recordando que “Made in Portugal” é o tema desta edição do Carnaval, Bruno Melo, da Gravity Balance – empresa responsável pela conceção do monumento -, explicou que a presença do Galo de Barcelos era “obrigatória” enquanto apresentava as diversas figuras que o acompanham.

Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, aproveitou a oportunidade para “agradecer, acima de tudo, aos nossos patrocinadores, às nossas associações carnavalescas e às nossas empresas que fazem o Carnaval mais português de Portugal.” Depois de saudar os foliões, Carlos Bernardes aproveitou a ocasião para homenagear Luís Correia, mais conhecido pelos torrienses como Corneta. O Carnaval de Torres Vedras conta, a partir de agora, com mais um cabeçudo, que representa aquela que é uma das suas “matrafonas” mais características.

A apresentação esteve a cargo de “Vasco Santana”, que chamou ao palco uma comitiva de Sannio, região italiana que recebeu a distinção de “Cidade Europeia do Vinho 2019”, sucedendo a Torres Vedras e Alenquer. Além de Floriano Panza, presidente da Câmara de Guardia Sanframondi, passaram ainda pelo palco José Calixto, presidente da Rede Europeia das Cidades do Vinho, e Pedro Folgado, presidente da Câmara Municipal de Alenquer, que brindaram com o vinho oficial do Carnaval de Torres Vedras 2019, produzido pela AdegaMãe.

A multidão de foliões assistiu, ainda, à passagem de testemunho do anterior para o atual Rei do Carnaval. Ricardo Miranda chegou de mota e subiu ao palco para entregar o “corno real” a António Miranda, chanceler da Real Confraria do Carnaval de Torres, que o havia de confiar a Fernando Martins. Depois de deixar algumas palavras ao seu antecessor, “cuja dedicação e alegria muito nos orgulha”, o novo monarca fez o primeiro convite do seu período de reinado: “Convido o primeiro-ministro de Portugal a vir a Torres Vedras entre os dias 1 e 6 de março. Não há outro local em Portugal onde se sentirá tão bem.”

O lançamento da “primeira pedra” do Carnaval de Torres Vedras ficou marcada pelo ritmo dos grupos Ribombar e O.S.G.A., a que se juntaram os vários grupos e associações carnavalescas, já vestidos “a rigor” para o Carnaval “mais português de Portugal”.

O Carnaval de Torres Vedras é uma organização da Câmara Municipal de Torres Vedras; Produção da Promotorres E.M; Alto Patrocínio: Ministério da Economia; Patrocínio: Sagres; Vinho Oficial: AdegaMãe; Televisão Oficial: TVI; Rádio Oficial: RFM; Certificação Ambiental: Eco Evento Valorsul; Parceiros institucionais: Oeste Portugal e Green Destinations.

publicidade

Artigo anteriorHomem encontrado debaixo de um motocultivador em Torres Vedras
Próximo artigoLula Pena apresenta “Archivo Pittoresco” no Teatro-Cine de Torres Vedras
Redação
O TORRES VEDRAS WEB é um website de informação, notícias e recursos sobre a cidade, concelho de Torres Vedras e da atualidade em geral. A tua cidade online!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui