publicidade

O Movimento Cívico Unidos por Torres Vedras apresentou na passada sexta-feira, 17 de setembro, o programa eleitoral à comunicação social.

O programa eleitoral foi apresentado nas Termas dos Cucos, em Torres Vedras, “um pulmão verde no centro da cidade” que os Unidos se propõem a adquirir “de modo a ‘iluminar’ todo o espaço urbano com a sua presença, promovendo a sua ligação ao interior do Concelho”.

“Os Cucos é um desígnio nosso. É uma pérola no nosso concelho. O local, a um quilómetro da cidade, que esperemos que em breve tenha outra apresentação”, disse Sérgio Galvão, candidato à presidência da Câmara Municipal de Torres Vedras pelo movimento.

Sérgio Galvão: “Sei que é possível comprar os Cucos. Há possibilidade de negociar. São 130 hectares que têm agora um projeto de 12 anos com o objetivo de ir rentabilizando o espaço ao longo do tempo”.

O boletim eleitoral com as principais ideias do movimento já tinha sido disponibilizado aos eleitores. Na sexta-feira passada foi apresentado, à comunicação social, o programa eleitoral com todas a propostas e ações para os próximo 4, 8 e 12 anos.

Um novo modelo de governação é a principal aposta dos Unidos. “As nossas “obras” imediatas são o nosso modelo de governação”, frisou Sérgio Galvão.

O movimento pretende colocar as freguesias como sede de concelho e para isso, o executivo da câmara estará presente em cada uma das freguesias durante um mês consecutivo, duas vezes por mandato.

“Durante um mês contamos com a participação ativa da população e, em conjunto, definiremos um Plano de Ação e um Plano de Investimento a executar na freguesia. Depois voltamos e prestamos contas do que fizemos e não fizemos.”

Uma das missões do movimento passa pela criação de um Centro Municipal de Informação e Tratamento Estatístico – CITE. “Será iniciado um processo de levantamento de informação e tratamento de dados estatísticos de todo o concelho. Porque as boas decisões dependem da fiabilidade dos dados”.

Proposta/Ações:

Relativamente à construção do novo Hospital, os Unidos defendem que deverá ser construído em Olho Polido, na União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça, junto do nó da A8. “No imediato defendemos a reabilitação do antigo Hospital Dr. José Maria Antunes Júnior (no Barro), para onde deverão ser deslocalizadas valências que garantam a qualidade dos serviços prestados”.

Numa Estratégia Municipal de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, o movimento pretende criar “um bosque por freguesia, ou seja, espaços florestais biodiversos para desenvolvimento de atividades de natureza educacional em contexto escolar, associativo e familiar.

“Queremos que o bosque em cada freguesia se encontre o mais perto possível das escolas para promover a educação ao ar livre. Falta educação ambiental na vida das pessoas”, frisou Natalina Luís, candidata a vereadora, na apresentação do programa.

Na área da Educação, uma das propostas prende-se com a criação de uma Escola 4G Intergeracional “que terá como missão promover o bem-estar das crianças e famílias, a qualidade de vida nas comunidades, travar a perda de alunos nas escolas em ambiente rural”.

“Criar nas freguesias onde é necessário esse serviço, um apoio ao estudo para que os pais possam deixar as crianças nas sua localidade”, explicou Natalina Luís.

Na área da Cultura, os Unidos pretendem criar um Centro Nacional de Eventos na Pedreira dos Cucos. “Uma zona que deverá ser preparada para receber qualquer tipo de evento nacional e internacional – feiras, espetáculos culturais, festivais, torneios ao ar livre, entre muitos outros.”

Rita Santos, candidata a vereadora, terminou a apresentação realçando a importância dos jovens para a tomada de qualquer decisão por parte do executivo.

“Temos que, em cada decisão que tomemos, pôr os óculos da juventude. Perceber o que determinado projeto vai trazer de mais valia aos nosso jovens e como é que isso vai fazer com que se identifiquem com os nosso concelho”.

Uma das propostas para a juventude passa pela criação de um Portal Municipal da Juventude onde serão centralizadas todas as informações. “Os jovens estão nas redes sociais e não sabem o que acontece no seu município. Por exemplo, neste portal os jovens encontrarão todas as ofertas de emprego existentes no concelho”, explicou Rita Santos.

O Movimento Cívico Unidos por Torres Vedras apresenta 121 propostas em 12 áreas concretas. Pode ler o programa completo aqui.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here