publicidade

Ontem, numa manhã cinzenta e ventosa, decorreram as VIII Jornadas Profissionais, no Externato de Penafirme/ Escola Profissional de Penafirme.

Num auditório repleto de alunos de todas as turmas de cursos profissionais, onde não existia mais nenhum lugar livre, pelas 10h15m foram iniciadas as Jornadas “Parcerias com Inovação”.

Depois de António Esteveira, diretor pedagógico da Escola Profissional de Penafirme, que abriu este evento, foi a vez da Engenheira Laura Rodrigues. A vice-presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, teve um breve discurso que foi bastante direto e esclarecedor no que toca ao tema, como suporte mostou um suplemento de um jornal português que falava sobre inovação.

O administrador do Campus Neurológico Sénior (CNS), João Ferreira, também esteve presente e falou sobre o seu projeto e mostrou-se muito orgulhoso dos alunos que saíram desta escola e que foram para o CNS estagiar e, posteriormente, trabalhar.

Foi Sérgio Lopes, Diretor Executivo Torres Vedras WEB e CEO de Asterisco Vaidoso, que terminou o primeiro painel que seria seguido de um apetitoso Coffee Break preparado pelos alunos de Cozinha, Restauração e Bar. Sérgio foi bastante interativo para com os alunos. Pois, quando terminou de apresentar Torres Vedras WEB, mostrou como é possível fazer diretos com uma única máquina e com um telemóvel, tendo até nove planos e podendo ser uma única pessoa a fazer tudo.

A abrir o painel dois esteve o administrador da Louritex, Luís António Frade, com o seu inovador projeto de máquinas de grande porte que são utilizadas, por exemplo, na Noruega. Seguidamente, foi a vez de Cátia Candeias, Responsável do Festival Bang Awards, que para ilustrar a sua apresentação mostrou dois vídeos que deixaram os alunos surpresos.

Nicolas Lemonnier (CEO e Senior Photographer da LemonnierFoto) e Giovanni de Biasio (Food Stylist) fecharam o painel dois, tendo falado sobre a comida e a forma como devia de ser fotografada.

Pe Carlos Silva, diretor pedagógico do Externato de Penafirme, encerrou as Jornadas com um discurso bastante motivador.

Para terminar em grande, houve um almoço comemorativo para os convidados, preparado pelos alunos de Cozinha e Restauração/Bar. As mesas estavam devidamente preparadas e a ementa era bastante apelativa:

– Amuse

Muita Inovação nas VIII Jornadas Profissionais
Amuse

– Trio de vol-au-vent

Muita Inovação nas VIII Jornadas Profissionais
Trio de vol-au-vent

– Prato Principal – Supremo de frango recheado com alheira, chips de batata e puré de ervilhas

Muita Inovação nas VIII Jornadas Profissionais
Supremo de frango recheado com alheira, chips de batata e puré de ervilhas

 

 

– Sobremesa – Papos de anjo com gelado de queijo de Serpa e pó de azeitona

Muita Inovação nas VIII Jornadas Profissionais
Papos de anjo com gelado de queijo de Serpa e pó de azeitona

Enquanto, Ana Mendes, formadora e professora de cozinha, Pedro, formador de Restaurante e bar e Liliana Vitorino, que tem funções de chefe e é responsável pela cozinha, almoçavam mesma estivemos à conversa com eles para perceber como foi a preparação deste almoço.Muita Inovação nas VIII Jornadas Profissionais

“Estiveram envolvidas duas turmas. Uma na vertente de restaurante/bar e outra na vertente de cozinha.”, conta Ana Mendes. No entanto, a ementa foi criada pelos formadores juntamente com o Chef António Lourenço e com Liliana Vitorino, sendo que para que tudo decorresse bem no dia das jornadas, foi necessário “uma pré-preparação na sexta feira para hoje ser mais fácil, sendo que é segunda. Mas foram os alunos que fizeram com a nossa ajuda”.

Os alunos do 10º ano de cozinha deixaram tudo preparado para os colegas do 11º ano começarem a cozinhar. “Nota-se uma evolução do 10ºano para o 11ºano, mas no ano seguinte já não se nota tanto. Mas eles dão o seu melhor!”, refere Liliana Vitorino.

Os grupos tiveram de ser divididos tendo em conta as tarefas, para os alunos se focarem mais. No entanto, a parte mais complicada para os alunos, segundo Liliana é o empratamento: “Nós temos de dizer tens de pôr isto aqui e assim, exempleficando e só assim é que eles conseguem. Mas eles ainda estão a aprender”.

A sobremesa é que foi uma grande surpresa, sendo que era uma mistura do sabor do doce com queijo e azeitona.  “Já tinha sido uma ideia do ano passado. Mas é uma sobremesa com bastante contraste entre o quente e fresco e o doce e o mais ácido e, ainda, as cores”, disse Ana.

Para terminar, foi servido o café com um delicioso mini pastel de feijão feito pelos alunos.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.