publicidade

A taxa de execução da receita do município de Torres Vedras, referente ao ano de 2015, situa-se nos 95,4%. Um indicador positivo, que significa que a autarquia conseguiu cumprir o que previa, mantendo-se dentro das previsões delineadas pelo orçamento. Este é um dos dados avançados pelo Anuário Financeiro dos Municípios para 2015, que sintetiza as contas apresentadas pelas autarquias portuguesas no ano passado.

Contas feitas, somando os valores do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis (IMT), o município torriense acumula mais de 15 milhões de euros. O estudo avança ainda que o prazo médio de pagamento a fornecedores é de 79 dias.

O Município de Torres Vedras apresenta um passivo exigível de 24.915.786 euros. O que significa que este é o montante total de dívidas a pagar. O investimento realizado pela autarquia é de 23,2%, quando consideradas as despesas totais comprometidas.

A Câmara Municipal de Torres Vedras conta com 629 trabalhadores. Segundo o Anuário Financeiro dos Municípios, no ano passado o peso das despesas com pessoal centrou-se nos 23%, sendo que as despesas com pessoal pagas equivalem a 12.403.919 euros.

O Anuário com todos os indicadores pode ser consultado online. Se quiser consultar de forma rápida os dados essenciais sobre cada concelho, o melhor é passar por este artigo do Jornal de Negócios.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.