Municípios do Oeste também querem redução do preço dos passes dos transportes públicos
publicidade

Os 11 municípios da OesteCim deliberaram hoje enviar um ofício ao ministro do Ambiente, “alertando-o para a necessidade de a redução dos preços dos passes abrangerem as populações que têm movimentos pendulares com Lisboa”, disse Pedro Folgado.

A Comunidade Intermunicipal do Oeste – OesteCim vai defender junto do Ministério do Ambiente que os 11 municípios da região sejam abrangidos pela redução dos preços dos transportes públicos, foi hoje anunciado.

Reunidos em conselho, os 11 municípios da OesteCim deliberaram hoje enviar um ofício ao ministro do Ambiente, Matos Fernandes, “alertando-o para a necessidade de a redução dos preços dos passes dos transportes públicos abrangerem as populações que têm movimentos pendulares com Lisboa”, disse Pedro Folgado à agência Lusa.

Para o presidente da Oestecim, “não seria muito justo que as populações da Área Metropolitana de Lisboa (AML) fossem beneficiadas com essa redução e os habitantes destes concelhos, que se deslocam diariamente para Lisboa para trabalhar ou estudar, fossem prejudicados ao não serem abrangidos”, acrescentou.

A questão vai ser abordada na próxima semana numa reunião entre os responsáveis pela AML e pela OesteCim, tendo os onze autarcas dito que vão aguardar “novidades sobre a posição do Governo nesta matéria”, disse.

De entre os municípios que integram a OesteCim, a Câmara de Torres Vedras assumiu em comunicado, após a última reunião do executivo, realizada na terça-feira, uma posição favorável a que “os utilizadores dos transportes públicos de passageiros usufruam das mesmas condições que os utilizadores de transportes das áreas metropolitanas”.

A OesteCim é composta pelos municípios de Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos, Nazaré, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.