publicidade

No passado dia 3 de junho, o Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho comemorou o Dia Internacional da Bicicleta. A data foi assinalada com um encontro de ex-ciclistas, com uma atividade lúdica para crianças e com uma sessão de cinema no exterior do museu.

As comemorações visaram promover o cruzamento de diferentes gerações no Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho. Pelo início da tarde, um grupo de cerca de 40 ex-ciclistas realizaram uma visita ao museu e aproveitaram a ocasião para partilhar memórias, recordando quando corriam nas mais diversas provas de ciclismo da sua geração.

Paralelamente, duas turmas com 30 alunos da Escola Básica e Jardim de Infância da Conquinha participaram numa atividade lúdica com bicicletas. A atividade ocorreu no exterior do museu, onde foi preparado um percurso de obstáculos, para que metade deste grupo fizesse uma gincana, enquanto a outra metade visitava o museu. 

O dia culminou na sessão de cinema ao ar livre no âmbito da iniciativa “E o cinema vai para…” do ciclo “Café com Filmes”, do ATV – Académico de Torres Vedras, onde estiveram cerca de 37 pessoas. O filme exibido foi “A Alma de um Ciclista”, um documentário português do realizador Nuno Tavares. Após a exibição do filme, decorreu uma tertúlia moderada pela museóloga do Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho, Daniela Salazar, com a participação do realizador Nuno Tavares e do representante do ATV, Alexandre Elias, no qual se gerou um diálogo sobre as principais temáticas do documentário: a paixão pela bicicleta, a convivência entre os apaixonados pela bicicleta, o culto da bicicleta clássica em Inglaterra e em Portugal e, sobretudo, o incentivo à utilização da bicicleta para as deslocações do dia a dia.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here