CARNAVAL DE TORRES VEDRAS 2018

FOLIA INUNDA TORRES VEDRAS EM DOMINGO DE CARNAVAL

O Corso de Domingo do Carnaval de Torres Vedras tinha razões para um começo tímido, mas a verdade é que os foliões torrienses, já com provas dadas noutros Carnavais, não se deixaram intimidar e saíram às ruas para mostrar as máscaras que andavam há meses a ser preparadas. “Mares e Oceanos” é o tema desta edição e durante estes 6 dias de festa toda a fauna e flora aquática possível e imaginária encontra-se na cidade.

Nem Pamela Anderson faltou, rumando à terra do Carnaval “mais português de Portugal” de fato de banho e boia de salvação, não deixando que ninguém se afogasse na chuva que teimava em cair. A criatividade dos foliões parece não ter fim, fazendo rir todos quanto assistem aos festejos carnavalescos.

Os 8 carros alegóricos produzidos para esta edição do Carnaval de Torres foram finalmente conhecidos e não desiludiram ninguém: foram autênticas naus cravejadas de “piratas” da política nacional, com a geringonça a navegar e a oposição à deriva; “surfistas” de desportos milionários, com Ronaldo, Messi e Neymar a jogar um futebol de milhões; e “tubarões” que são líderes internacionais, com uma cadeia alimentar em que o Zé Povinho tenta escapar de Merkel, Juncker, e até de António Costa.

O ritmo contagiante dos grupos de bombos de Santa Maria de Jazente e de Santiago Figueiró foi constante, com os cabeçudos a dançarem no seu estilo frenético. Seguiam-se a OSGA, cavalinhos e outros conjuntos que tais, dando música a Fidalgos, Ministros e Matrafonas, Lúmbias, Marias Cachuchas e restantes mascarados.

Os 41 grupos que desfilaram no Corso Noturno de ontem também saíram à rua, num dia que contou com a entrega de prémios do respetivo Concurso de Mascarados. E este ano a “cerimónia”, liderada pela Real Confraria do Carnaval, contou com convidados de honra.

Depois de terem reunido com o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Paula Vitorino, Ministra do Mar, e Eduardo Cabrita, Ministro da Administração Interna, rumaram ao Palácio Real, onde puderam cumprimentar Suas Altezas os Reis do Carnaval e seguir para a entrega de prémios.

Devidamente equipados com o vibrante cachecol do Carnaval de Torres ao pescoço, fizeram-se acompanhar por Carlos Miguel, secretário de Estado das Autarquias Locais, que seguia de tubarão na cabeça e máquina fotográfica em “riste”, e Carlos Bernardes, Presidente da Câmara Municipal, cujos óculos não tinham lentes. A comitiva, em que também se inseria a vereação torriense, contou ainda com a presença de Maria Joaquina Matos, presidente da Câmara Municipal de Lagos.

As “Suadas e Safadas” foram as grandes vencedoras, com o grupo a arrecadar o Prémio da Real Confraria 2018. As 47 lagostas e lagostinhas dos Casalinhos de Alfaiata levaram ainda para casa o 2º lugar do Prémio Grupos e o 3º lugar do Prémio Público.

Os “Escondidinhos no Buraquinho” também saíram vencedores, com o grupo de Torres Vedras a conquistar o 1º lugar do Prémio Grupos e o 2º lugar do Prémio Público. Já as “Alforrecas Gradilenses” conquistaram o coração dos torrienses, ficando em 1º lugar no que toca ao Prémio Público. Os “Foliões Cá do Sítio” vieram do Sarge para ganhar o 3º lugar do Prémio Grupos.

Já sem chuva, o primeiro Corso Diurno do Carnaval de Torres Vedras 2018 continuou ao ritmo do Toc’Andar, que dá voz aos êxitos que marcam a festa torriense. Consigo seguiu uma multidão de foliões que afinam a voz para mais uma de 5 noites de folia.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here