O filme The Stained Club foi o vencedor do Prémio Bang Awards Cidade de Torres Vedras
publicidade

Cerca de 200 filmes de animação foram transmitidos em quatro ecrãs espalhados pelo Parque, cada um fazendo jus, de alguma forma, ao tema desta edição – o “Amor”.

O Bang Awards – Festival Internacional de Cinema de Animação realizou a sua 4ª edição entre os dias 12 e 14 de outubro, em Torres Vedras, com cerca de três mil pessoas a passar pelo Parque do Choupal no primeiro dia do evento.

Depois de um espetáculo de cor, luz e animação que transformou o Parque do Choupal numa grande “sala de cinema” ao ar livre, cerca de 200 filmes de animação foram transmitidos em quatro ecrãs espalhados pelo Parque, cada um fazendo jus, de alguma forma, ao tema desta edição – o “Amor”. Os ecrãs Mais Amor, Floresta Mágica, Rio e Inclinado funcionaram “noite dentro”, numa sexta-feira em que “miúdos e graúdos” ainda contaram com a projeção de animação “sobre rodas” da Bang Bike, a bicicleta que transforma as paredes das ruas em “telas” de cinema.

A cerimónia de entrega de prémios do concurso de cinema foi adiada, tendo acontecido no domingo, na sala Bang Venue. The Stained Club foi o grande vencedor, com o filme francês assinado por Mélanie Lopez, Simon Boucly, Marie Ciesielski, Alice Jaunet, Chan Stéphie Peang e Béatrice Viguier a arrecadar o Grande Prémio Bang Awards Cidade de Torres Vedras.

In a Heartbeat levou o prémio de Melhor Filme Online para o México, enquanto Mite-y Beard, de África do Sul, sagrou-se Melhor Filme Universitário. As produções portuguesas também estiveram em destaque nesta edição dos Bang Awards, com Surpresa, de Paula Patrício, a vencer a categoria de Melhor Argumento, e A Sonolenta, de Marta Monteiro, a de Melhor Banda Sonora. O vídeo oficial da música de Miguel Araújo AXL ROSE, de Bruno Caetano, venceu a Votação Online do concurso.

Foi a bordo de um pequeno bote que “navegou” pela sala Bang Venue que Ulisses Dias, diretor do Bang Awards, e Cátia Candeias, coordenadora de projeto do Festival, apresentaram a cerimónia de abertura, no dia 12, que contou com a presença de Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, e Ana Umbelino, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Torres Vedras.

Bosque Encantado foi a instalação de luz que coloriu o Parque do Choupal, à semelhança da animação em tempo real de Matthew Watkins, com o artista a transferir o seu imaginário para as paredes da Capela de Nossa Senhora do Ameal. Um workshop sobre brinquedos óticos, uma conversa com realizadores nacionais e internacionais e uma homenagem aos 100 anos da animação brasileira – que contou com curadoria do produtor Marcelo Marão – deram forma ao segundo dia do Festival, que viu as sessões de cinema ao ar livre a serem canceladas devido ao furacão Leslie.

Créditos de Imagem: FB bangawards animationfestival

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here