OesteCim contra encerramento de estações dos correios nos concelhos da região
publicidade

A Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim) contestou hoje o encerramento de lojas dos CTT na região e manifestou preocupação pelo constrangimento que a perda do serviço representa para as populações dos concelhos afetados.

A “preocupação com o encerramento das lojas CTT no Oeste vai ser transmitida à empresa”, na sequência de uma posição aprovada por unanimidade no conselho Intermunicipal, disse hoje à Lusa o secretário Intermunicipal das OesteCim Pedro Afonso Monteiro.

Em causa estão, segundo o mesmo responsável, sobretudo, “as lojas situadas em Óbidos e em Sobral de Monte Agraço”, a primeira já encerrada e a segunda na lista daquelas que a administração da empresa já manifestou intenção de fechar.

“Este encerramento constitui um constrangimento para as populações que perdem, e muito, com o desaparecimento deste serviço público, essencial ao normal funcionamento destes concelhos”, sublinhou a OesteCim num comunicado difundido hoje.

A posição da OesteCim foi assumida por proposta da câmara de Sobral de Monte Agraço, cujo presidente, José Alberto Quintino (CDU), admitiu na quinta-feira à agência Lusa a intenção de avançar com uma providência cautelar para impedir o encerramento da estação.

Na quarta-feira, em reunião de câmara pública, o executivo municipal aprovou por unanimidade uma moção no sentido de demonstrar que está contra a decisão dos CTT, “na defesa intransigente dos interesses da população”, e a mandatar o autarca para tomar as diligências possíveis para reverter a situação.

A câmara de Óbidos está igualmente a preparar uma providência cautelar para reverter o encerramento da estação dos CTT no centro da vila, fechada ao público desde o dia 26 de outubro de 2018.

O presidente da autarquia, Humberto Marques (PSD), disse na altura à Lusa ter exigido aos CTT que “explicasse as razões objetivas que levaram ao encerramento” e ter informado a empresa de que pretendia “avançar com todos os meios ao seu alcance para que esta estrutura volte a servir a população residente na vila de Óbidos e os milhares de turistas” que a visitam.

Nos 12 concelhos do Oeste estava ainda previsto o encerramento da Estação dos Correios de Pataias, mas Valter Ribeiro (PSD)), presidente da União de Freguesias de Pataias e Martingança, disse hoje à Lusa que “a junta vai assumir o serviço”.

A junta de freguesia adquiriu “o imóvel, por 115 mil euros”, tendo os CTT assumido “a manutenção do posto até que se faça a escritura” e que a junta tenha condições para prestar o serviço, o que, estimou Valter Ribeiro, “deverá acontecer em entre março e abril”.

A OesteCim é composta pelos municípios de Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos, Nazaré, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here