Oito pessoas morreram nas estradas durante a campanha de Carnaval da ANSR
publicidade

Oito pessoas morreram nas estradas em Portugal continental durante a campanha “Neste Carnaval, se beber não conduza”, promovida pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e que registou mais de 1.900 acidentes e 45 feridos graves.

Segundo a ANSR, durante a campanha, que decorreu entre 21 e 26 de fevereiro, foram registados 1.925 acidentes rodoviários (menos quatro do que na campanha de 2019), que provocaram oito mortos (menos duas), 45 feridos graves (mais seis) e 596 feridos ligeiros (menos 44).

Esta campanha da ANSR pretendeu sensibilizar os condutores para os perigos associados a comportamentos de risco ao volante, nomeadamente os decorrentes do cansaço, consumo de bebidas alcoólicas, uso do telemóvel e velocidade excessiva, quer nas viagens para os locais de diversão, quer no regresso a casa.

A iniciativa contou com a parceria do Instituto de mobilidade e Transportes (IMT), da Infraestruturas de Portugal (IP) e da Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP), através da divulgação de mensagens de segurança rodoviária nos painéis de mensagens das estradas portuguesas, bem como nos respetivos sites e redes sociais.

Segundo a ANSR, num contexto de período de Carnaval, as câmaras municipais de Loulé, Mealhada, Ovar, Sines e Torres Vedras associaram-se a esta campanha se segurança rodoviária, divulgando nos seus ‘sites’ e nas redes sociais o vídeo alusivo aos perigos da condução sob o efeito do álcool.

Nas redes sociais, a campanha alcançou 36.000 pessoas. Quanto às informações divulgadas nos painéis de mensagens nas estradas, estimam-se que tenham sido vistas por 40 milhões de pessoas durante o período da campanha.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here