publicidade

A final da 34.ª edição das Olimpíadas Portuguesas de Matemática teve a participação de cerca de 90 alunos, a esmagadora maioria rapazes, mas as raparigas conquistaram uma medalha de prata e outra de bronze na categoria mais exigente da competição.

Em comunicado, os organizadores das Olimpíadas lembram que hoje foi dia de cortar a meta para os 90 alunos que conquistaram um lugar na final da prova, que envolveu ao longo dos últimos meses cerca de 40 mil estudantes dos 6.º ao 12.º.

“Numa corrida em que o género masculino ainda domina, é de assinalar a conquista de duas medalhas – uma de prata e outra de bronze – por Inês Guimarães (Riba D’Ave) e Maria Matilde Silva (Coimbra) na categoria B (10.º ao 12.º), a mais exigente da competição”, refere a nota da Sociedade Portuguesa de Matemática.

Nessa mesma categoria (do 10.º ao 12.º), o foram atribuídas três medalhas de ouro: a Alberto Pacheco (Gondomar), Duarte Nascimento (Amadora) e Henriques Navas (Lisboa).

Na categoria A (8.º e 9.º ano), o outro foi atribuído a António Oliveira (Torres Vedras), João Camarneiro (Aveiro), Wanghao Zhu (Olhão).

Na categoria Júnior (6.º e 7.º ano), as medalhas de ouro foram para Luís Rocha (Rio Tinto), Pedro Antunes (Póvoa de Sta. Iria) e Tiago Marques (Vila Nova de Gaia).

Para muitos dos alunos, a competição ainda não terminou este ano, porque me julho Portugal estará presente nas Olimpíadas Internacionais de Matemática, em Hong-Kong, e em setembro nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática, no Chile.

Todos os agora premiados nas categorias A e B (do 8.º ao 12.º) são candidatos aos lugares nas equipas que representarão Portugal naquelas duas competições.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.