OVNI aterra nas Caldas da Rainha para dar a conhecer arte e cultura do Nepal e da Índia
publicidade

O Museu José Malhoa recebe a exposição de artes visuais OVNI – Objetos Visuais do Nepal e da Índia, até 25 de janeiro. A inauguração da exposição integra-se no OVNI, projeto pedagógico da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria, que conta com a parceria do Museu José Malhoa, e que até janeiro leva às cidades das Caldas da Rainha, Almada e Lisboa artistas originários da Índia e do Nepal, a quem se juntam criadores portugueses, para celebrar a Viagem, o Oriente, e as duas cidades míticas Kathmandu e Varanasi, estimulando o diálogo estético com o Oriente.

A inauguração da mostra está marcada para as 18h00 de amanhã, dia 28 de novembro, seguindo-se a performance “Parabrahma (in) sight; transliteration” por Filipe Garcia. A exposição de artes visuais congrega trabalhos de Cristina Ataíde, Pedro Bernardo, Filipe Garcia, Koshal Hamal, JoH, Suresh K. Nair, Pauliana Valente Pimentel, e Ashmina Ranjit, e é complementada ainda com uma seleção de obras de D. P. Mohanty, e fotografias de Agata Wiórko.

«Este é um evento cultural original, de onde se destacam os exercícios de “tradução” intercultural, em concreto “objetos de tradução”, que são peças gráficas e audiovisuais em que as culturas visuais dos países e cidades envolvidos – Kathmandu no Nepal, Varanasi na Índia, e Caldas da Rainha em Portugal – se fundem». «É um projeto internacional essencialmente pedagógico, no sentido vital de que é imperativo à comunidade escolar tomar contacto com realidades distantes», explica Mário Caeiro, responsável pelo projeto.

«Acreditamos que a dinamização da vida cultural, nomeadamente no seio do Ensino Superior, passa por este tipo de projetos transdisciplinares. Neste caso, o Design e a Cultura Visual fertilizam-se mutuamente, para explorar aspetos menos conhecidos de culturas urbanas e civilizações que ganham em se conhecer melhor». «O objetivo é assumidamente singelo, mas profundo: levar jovens cidadãos com capacidades criativas a desenvolver coletivamente um projeto original, com capacidade de aglutinar vontades institucionais diversas, sendo a imagem viva da relação simbiótica ligação escola-comunidade».

O projeto OVNI é uma iniciativa da ESAD.CR e envolve mais de 80 estudantes da Escola, das turmas do terceiro ano das licenciaturas em Design Gráfico e Multimédia, e em Programação e Produção Cultural. Conta com o apoio da Câmara Municipal de Caldas da Rainha, da União de Freguesias de Caldas da Rainha (Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório), dos Silos Contentor Criativo, da Associação Renovar a Mouraria, da Biblioteca da FCT-UNL e da Fundação Oriente, entre outros. Encerra a iniciativa, a 28 de janeiro, uma aula aberta de yoga, pelo Centro do Yoga Áshrama Caldas da Rainha, à qual se segue a conferência “A Arte Pública como Caminho”, por José Guilherme Abreu, no Museu José Malhoa.

Imagem: Lisbon Shopping Destination

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here